Sindicatos cobram reestruturação da Polícia Civil da Bahia

Policiais civis, peritos técnicos, escrivães e delegados da Bahia participaram encontro no auditório do Sest Senat em Feira de Santana.

Policiais civis, peritos técnicos, escrivães e delegados da Bahia participaram encontro no auditório do Sest Senat em Feira de Santana.

Policiais civis, peritos técnicos, escrivães e delegados de Feira de Santana e de várias cidades da Bahia participaram na teça-feira (16/08/2016) de um encontro no auditório do Sest Senat, em Feira de Santana. Todos os sete sindicatos representantes das carreiras da Polícia Civil defendem a reestruturação da Polícia Civil da Bahia.

Segundo o presidente do Sindicato dos Peritos Criminais do Estado da Bahia (Asbac Sindicato), Leonardo Fernandes, “trata-se de uma união histórica das categorias da Polícia Civil em prol de objetivos comuns, tais como a melhoria de condições de trabalho; infraestrutura digna para o trabalho nas delegacias e Coordenações Regionais de Polícia Técnica”.
Ele pontua também há falta de uma política de promoções para os servidores das polícias técnica e civil, “pois há servidores há sete anos sem promoções; assim como cobramos a imediata convocação dos candidatos aprovados e excedentes no concurso do Departamento de Polícia Técnica da Secretaria de Segurança Pública”.
O presidente da Associação dos Escrivães da Polícia Civil da Bahia, Luiz Carlos de Souza, disse que a categoria está unida em torno de um projeto de unificação das carreiras. “Hoje existe na polícia uma polarização: delegados, investigadores, escrivães e isso causa um distanciamento que estamos procurando resgatar, através da valorização do profissional”, afirmou.
O presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sindpoc), Marcos Maurício destacou que a Polícia Civil é única e que os profissionais em seus vários cargos viviam de forma isolada. Além disso, ele diz que as entidades viviam brigando entre sim, o que era bom para o governo, que controlava a instituição através dos mecanismos de divisão. Na opinião de Marcos, da forma como estavam divididos os policiais, escrivães, delegados e peritos, o governo dava o que queria e todos perdiam.
O presidente do Sindicato dos Peritos Técnicos do estado da Bahia, Marcel Engracio, destacou que o encontro foi altamente produtivo para a união das classes que representam a Polícia Civil e, segundo ele, isso vai fortalecer a instituição e a própria sociedade. “A Polícia Civil hoje tem uma importância muito grande, só que não está tendo condições de apresentar esse trabalho. Temos índices alarmantes de resultados de elucidação de crimes”, disse Marcel.
O delegado Fábio Lordelo, presidente da Associação dos Delegados da Polícia Civil da Bahia, afirmou que existe um equívoco na gestão da polícia, onde o secretário da Segurança Pública domina a Polícia Civil, mas que deveria dominar a segurança pública como um todo. “Os investimentos hoje estão sendo direcionados para locais, como foi o caso do COE, sem a mínima necessidade. Precisamos de coisas básicas para fazer um trabalho de mais excelência na área de investigação criminal”, disse.
A união da categoria em prol de uma pauta para a melhoria das condições de trabalho e valorização das carreiras da polícias técnica e civil através de reuniões com os servidores é uma realização do Sindicato dos Peritos Criminais do Estado da Bahia (ASBAC SINDICATO); Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado da Bahia (ADPEB); Sindicato dos Policias Civis da Bahia (SINDPOC); Associação dos Funcionários Públicos do Estado da Bahia (AFPEB); Sindicato dos Investigadores da Policial Civil do Estado da Bahia (SINDPOL); a Associação dos Escrivães de Polícia do Estado da Bahia (AEPEB) e o Sindicato dos Peritos Técnicos de Polícia do Estado da Bahia (SINDPEP).

Outras publicações

Com contas em ordem, governador Rui Costa anuncia pagamento de R$ 31,1 milhões em gratificações à policiais Policial Militar cumprimenta governador governador Rui Costa. Governo da Bahia anuncia pagamento da GAP IV e V para 3,6 mil PMs e 226 bombeiros. O g...
Líder do governo Rui Costa defende investimentos estaduais na cultura feirense Deputado José Cerqueira de Santana Neto (Zé Neto) e secretário Jorge Portugal. O deputado estadual e líder do Governo na Assembleia Legislativa da B...
Deputado Carlos Gaban quer apurar exoneração de Petitinga e diz que falência do estado é proveniente de má gestão de Carlos Martins Carlos Gaban: "Como pode o Tribunal de Contas aprovar as contas do Estado? A Bahia executou apenas 35% da meta física do orçamento no primeiro semest...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br