Senador Humberto Costa diz que governo Rousseff foi sabotado pela elite empresarial e política

Senador Humberto Costa diz que Congresso 'nunca engoliu' Dilma Rousseff.

Senador Humberto Costa diz que Congresso ‘nunca engoliu’ Dilma Rousseff.

O senador Humberto Costa (PT-PE) afirmou nesta terça-feira (30) que processo de impeachment de Dilma Rousseff foi “patrocinado pelas elites” e que o Congresso Nacional “nunca engoliu” a presidente afastada pelo pouco tato e disposição dela para lidar com a rotina parlamentar e com as negociações.

– Dilma é diferente dos políticos tradicionais no seu agir, ela é menos flexível. Mas considerá-la criminosa? Rotulá-la e julgá-la como criminosa? É uma verdadeira aberração – disse.

Na avaliação do senador, Dilma conduziu bem o Brasil nos quatro anos do primeiro mandato, mas foi prejudicada pela crise econômica no início do segundo mandato e pela consequente crise política, que ele atribuiu ao Parlamento.

Para Humberto, o apoio da oposição e agregados ao ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, mais a rejeição às propostas de ajuste fiscal e a votação das chamadas pautas-bomba desestabilizaram o governo Dilma. Ainda no entendimento dele, o dinheiro de partidos e empresários patrocinou movimentos organizados, atiçou e “iludiu” o povo nas ruas.

O senador também considerou que a presidente errou por ter convidado Michel Temer para compor sua chapa. Mas alegou que Dilma “não conhecia” o vice-presidente, ao contrário dos parlamentares.

– Foi Dilma que escolheu, mas são vocês que podem viabilizá-lo como presidente da República. Podemos entregar o Brasil a um usurpador, a alguém que não tem o voto do povo, alguém que quer implementar no Brasil um projeto rejeitado pelo povo brasileiro – ressaltou.

Humberto costa concluiu o pronunciamento dizendo esperar os 28 votos necessários para manter Dilma Rousseff na presidência.

– Podemos perder, mas posso dizer com toda certeza que será uma vitória de Pirro, porque em breve o povo brasileiro vai falar de novo e vai dizer muito claramente que não aceita que essa elite brasileira continue a fazer do nosso povo os habitantes da senzala e ela própria a viver nababescamente – disse.

Confira vídeo

Compartilhe e Comente

Publicidade

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).