Salvador: vereadora entra com representação no MP para investigar superfaturamento em obras da gestão do prefeito ACM Neto; informação foi revelada pela vice-prefeita

Prefeito Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto (ACM Neto). Vice-prefeita diz ao Jornal A Tarde que existe superfaturamento em obras da gestão de ACM Neto.

Prefeito Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto (ACM Neto). Vice-prefeita diz ao Jornal A Tarde que existe superfaturamento em obras da gestão de ACM Neto.

Na última sexta-feira (26/08/2016), a vereadora Aladilce Souza (PCdoB) entregou ao Ministério Público da Bahia (MPBA) uma representação para investigar supostas irregularidades nas contas da prefeitura de Salvador, durante a gestão do prefeito ACM Neto. A ação foi motivada após declarações da vice-prefeita Celia Sacramento, que durante entrevista para o jornal A Tarde afirmou que a gestão municipal realizou uma série de obras “com custo muito maior que deveria”.

Diante dessas acusações, Aladilce entregou uma representação para que o Ministério Público apure as denúncias. A vereadora destacou que mais da metade do orçamento previsto para a requalificação da orla de Salvador foi utilizada apenas na reforma da Barra, cerca de R$ 57 milhões. Ela também lembrou que as suspeitas de irregularidades das obras da prefeitura no Rio Vermelho também foram alvo do Ministério Público Federal, que no ano passado determinou a instauração de um Inquérito Civil.

De acordo com Aladilce, uma denúncia partindo da própria vice-prefeita deve ser objeto de investigação. “Quando alguém que participa diretamente da administração pública afirma que uma série de obras foi realizada com um custo superior ao devido, é necessário investigar e apurar se houve irregularidades”, afirmou Aladilce.

A vereadora também criticou o comportamento do prefeito ACM Neto, diante das denúncias. Para a vereadora, “em vez de ACM Neto se defender das acusações e apresentar os documentos que pudessem comprovar que não houveram irregularidades, o prefeito sempre apela para a tentativa de desqualificar quem o acusa, seja a vice-prefeita, seja o Ministério Público, seja os vereadores que têm por obrigação fiscalizar o Executivo”.

Outras publicações

Uneb é homenageada pela Câmara Municipal de Salvador pelos 56 anos de trajetória Sessão Solene da Câmara Municipal de Salvador presta homenagem à UNEB. A Universidade do Estado da Bahia (Uneb), a maior instituição pública de ensi...
Salvador: vereador Hilton Coelho reafirma críticas ao BRT de ACM Neto e classifica obras de inúteis e onerosas Vereador Hilton Coelho critica projeto do BRT de ACM Neto. O vereador Hilton Coelho (PSOL) participou no final de semana, 5 e 6 de novembro de 2016,...
Deputado Carlos Gaban diz que o PT não tem autoridade moral para cobrar do prefeito ACM Neto Carlos Gaban: “teve até assassinato na Secretaria da Saúde que até hoje não foi esclarecido” Em sessão da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br