Ouvidoria realiza pesquisa para avaliar qualidade de serviço público prestado pelo Governo da Bahia

Ouvidoria Geral do Estado realiza pesquisa sobre qualidade dos serviços públicos.

Ouvidoria Geral do Estado realiza pesquisa sobre qualidade dos serviços públicos.

Mais de mil famílias baianas que utilizaram os serviços do Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IML), nos últimos seis meses, participarão de pesquisa para avaliar a qualidade do serviço prestado pelo órgão. O levantamento é realizado pelo Conselho de Qualidade do Serviço Público (Conquali), por meio da Ouvidoria Geral do Estado (OGE), com o objetivo de analisar as condições de atendimento à população para realizar melhorias nos serviços. As pesquisas de qualidade, que começaram com as delegacias, devem abranger também as áreas de saúde, educação e outros setores importantes para os baianos.

Para o ouvidor-geral do Estado, José Maria Dutra, é importante que a população colabore e participe do levantamento. “Uma das funções da Ouvidoria é essa: ajudar o Estado a verificar a eficácia e como o serviço público está acontecendo, e se está atendendo bem às necessidades da população. Por isso, o cidadão, quando receber uma ligação da Ouvidoria, é bom que dedique um tempinho para responder com calma e cuidado as perguntas, porque a pesquisa é fundamental para que possamos reunir esses dados. Estamos aqui para avaliar a efetividade do serviço para melhorar a qualidade e esse é o grande retorno para o cidadão”, explica Dutra.

No total, 1,1 mil atendidos pelo IML participarão da pesquisa, segundo dados coletados pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) e cedidos à Ouvidoria através da Secretaria da Segurança Pública (SSP). Depois de recolhidas pelo Sistema de Pesquisa de Satisfação do Serviço Público, desenvolvido pela Secretaria da Administração (Saeb), essas informações são enviadas para o Conquali, que remete à SSP. Assim, a secretaria pode, por sua vez, tomar providências para aperfeiçoar o serviço.

Entre os requisitos avaliados estão desde as condições estruturais até o quão humanizado é o atendimento. São 22 perguntas sobre o tempo de atendimento, o comportamento dos funcionários, a iluminação, a climatização e outros aspectos físicos. A ideia é aprimorar não apenas o atendimento do IML, mas a qualidade de todos os serviços públicos da Bahia.

Outras publicações

Com município em festa, governador Jaques Wagner inaugura Farmácia da Bahia em Anguera Governador Jaques Wagner inaugura Farmácia da Bahia no município de Anguera. Com um investimento de R$ 5,75 milhões do Governo do Estado, a Farmácia...
Governador garante obras para Monte Santo e região Governador Rui Costa recebe lideranças de Monte Santo e região. Graças às reivindicações do prefeito eleito de Monte Santo, deputado estadual Vando ...
Moradores da zona rural de Santa Brígida são beneficiados com o Programa Água Doce Governo da Bahia investe em segurança hídrica. O acesso à água de qualidade para o consumo humano permanente, por meio do aproveitamento sustentável...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br