Movimento em defesa do Jovem Aprendiz ganha parceria do deputado José de Arimateia em debate na ALBA

Evento na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) debate grave situação de desocupação dos jovens.

Evento na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) debate grave situação de desocupação dos jovens.

Uma intensa discussão em torno do direito dos jovens a ocupar espaços em âmbito profissional tomou conta da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) na manhã desta segunda-feira, 22 de agosto. Quem abriu o espaço foi o deputado estadual José de Arimateia (PRB), presidente da Comissão de Defesa do Consumidor e Relações de Trabalho da Casa que, diante da grave situação de desocupação dos jovens, declarou parceria ao movimento que tem a Bahia como ponto de partida.

A Lei da Aprendizagem (10.097/2000) determina que, pelo menos, cinco por cento do quadro de funcionários de empresas de médio e grande porte seja ocupado por Jovens Aprendizes. Mas o Presidente da Associação dos Mantenedores do Ensino Técnico da Bahia, Sandro Vieira, relata um panorama preocupante. “Soubemos pela Ministra do TST que 40 mil vagas deixaram de ser ocupadas na Bahia em 2016. Nossos jovens precisando de estudo e trabalho e tudo está parado”, revela.

Mafra Merys, mentora do movimento que visa incentivar o cumprimento da Lei da Aprendizagem em todo o Nordeste, conta que na Bahia, fizeram audiências públicas convocando empresas devedoras da cota. O intuito é também divulgar às escolas técnicas que elas podem se cadastrar e ofertar cursos direcionados ao Programa Jovem Aprendiz. “Este é um projeto onde a sociedade, empresários, conselhos tutelares e Ministério do Trabalho podem ajudar pra que a gente possa tratar melhor nossos jovens e dar de presente a eles, em vez da rua, um contato de trabalho”, diz a Conciliadora.

“Esperamos este momento com muita ansiedade e expectativa, pois vamos colocar em prática o Programa do Jovem Aprendiz. A gente precisa efetivamente da participação do Poder Público pra fazer cumprir a lei”, solicita o Presidente Nacional da Associação dos Mantenedores do Ensino Técnico, José Martins.

Sensível ao pleito do movimento, José de Arimateia sugeriu a criação de uma Frente Parlamentar que vise diligenciar e direcionar esforços em âmbito federal pelo cumprimento do direito conquistado pelos jovens de aprender, na prática, a atividade profissional. Defensor da bandeira da criança e do adolescente, o parlamentar apresentou o Projeto de Lei 20.852/2014, que institui, no âmbito da administração direta, autarquias e fundações estaduais, o Programa Jovem Aprendiz. “Pretendemos ampliar esse debate e unir forças, não só dos deputados estaduais, como dos federais. A Bahia sai na frente, pois é o primeiro estado do Nordeste a abraçar essa Frente”, concluiu.

Ficou agendada mais uma discussão para o dia seis de outubro, na Assembleia Legislativa da Bahia, desta vez com a presença dos deputados estaduais da Casa. Além de representantes de escolas técnicas e associações de mantenedores de escolas técnicas de diversos estados, esteve presente no debate o Diretor da Escola do Legislativo da ALBA, Fernando Diniz.

Outras publicações

Seca na Bahia: deputado Zé Neto diz que “a oposição tem que deixar de fazer discurso fácil e apresentar soluções para ajudar na situação do nosso Estado” Zé Neto durante discurso na Assembleia Legislativa. “A Bahia vive a pior seca dos últimos 50 anos”. Essa foi a frase repetida várias vezes durante s...
ALBA: deputado Targino Machado destaca, em Moção de Congratulações, eleição do desembargador Jatahy Fonseca como juiz do TRE Seguindo a tradição, Jatahy Fonseca deve ser escolhido presidente da Corte Eleitoral ao tomar posse, em janeiro de 2017, como membro do colegiado em ...
Em audiência na Assembleia Legislativa da Bahia, oposição diz que contas do estado contêm erros “Logo no início da audiência levantei o questionamento da inconsistência do relatório incompleto apresentado pelo secretário, pois o mesmo não condiz...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br