Líderes partidários tentam antecipar votação de processo contra deputado Eduardo Cunha

Plenário da Câmara dos Deputados. Deputados querem evitar que votação do processo contra Cunha ocorra em sessão esvaziada.

Plenário da Câmara dos Deputados. Deputados querem evitar que votação do processo contra Cunha ocorra em sessão esvaziada.

Líderes partidários da Rede Sustentabilidade, do PSOL, PT, PCdoB, PDT, PPS e PSB apresentaram na segunda-feira (22/08/2016) requerimento ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para antecipar para hoje (23) a votação em plenário do processo de cassação do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A votação está marcada para o dia 12 de setembro.

Autor do requerimento, o líder da Rede, deputado Alessando Molon (RJ), disse que a data definida por Maia para a votação é “perigosa” por ser uma segunda-feira – quando o quórum na Câmara é baixo – e pela proximidade com as eleições municipais.

“Quanto mais o tempo passa, mais a população esquece o caso”, argumentou Molon na tribuna do plenário.

Segundo o parlamentar, nessas condições a votação pode favorecer Cunha. “Nossa luta é para antecipar a votação, evitando quórum esvaziado e que ele se livre da cassação”, disse Molon. Para a cassação, são necessários votos favoráveis de pelo menos 257 deputados, metade mais um dos 513 da Casa.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Facebook do JGB

Publicações relacionadas

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br