Justiça acata pedido do MPF e condena ex-gerente de banco por operações financeiras irregulares em Coaraci

Segundo o MPF, Gilton Borges Martins foi condenado por renovar diversas vezes o limite de seu cheque especial para encobrir despesas pessoais com recursos da instituição; réu trabalhava na agência do BB daquele município.

Segundo o MPF, Gilton Borges Martins foi condenado por renovar diversas vezes o limite de seu cheque especial para encobrir despesas pessoais com recursos da instituição; réu trabalhava na agência do BB daquele município.

A Justiça Federal atendeu à denúncia feita pelo Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA) e condenou o ex-gerente da agência do Banco do Brasil (BB) de Coaraci (BA), Gilton Borges Martins, por crime contra o sistema financeiro. O réu foi acusado de operar, durante todo o ano de 1998, o sistema da agência com o objetivo de encobrir suas dívidas pessoais, utilizando recursos do banco de forma fraudulenta.

O ex-gerente renovou, por diversas vezes, o limite de seu cheque especial em até 39 mil reais. Entretanto o valor de sua renda mensal, em torno de 1.900 reais, era incompatível com os sucessivos aumentos. Martins também foi condenado por abrir ilegalmente contas-correntes, contrair empréstimos em nome de terceiros e posteriormente transferir os valores, superiores a 20 mil reais, para sua conta bancária.

O réu foi condenado com base no artigo 4º da Lei nº 7.492/1986, sobre os crimes contra o sistema financeiro nacional. A pena fixada foi de 3 anos de reclusão e 10 dias-multa, cada um no equivalente a um salário mínimo vigente ao tempo do fato delituoso, que deve ser corrigido até a data do pagamento.

Número para consulta processual: 2008.33.00.012168-00001 – Subseção Judiciária da Bahia.

Outras publicações

Editorial: quando o Estado age baseado em doutrina fascista, a quem recorrer? Um clamor popular de indignação contra tribunais de exceção se ergue Editorial analisa convergência entre doutrina fascista e usurpação da República. Sun Tzu, nos escritos sobre a 'Arte da Guerra', ensina: se queres a...
Atuação conjunta do MPF, PF e CGU em Guanambi resulta na prisão de acusado de desvio de dinheiro da saúde A ação do MPF, PF e CGU levou à prisão André Luis Costa Donato, acusado de forjar procedimento licitatório e contribuir para o desvio de verbas da sa...
Ex-prefeito de Simões Filho José Eduardo Mendonça Alencar é alvo de quatro ações de improbidade Além do ex-gestor José Eduardo Mendonça Alencar, são acusadas, no total, mais 18 pessoas e três empresas envolvidas em esquemas de fraudes a licitaçõ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br