Evento com 1700 mulheres de todo o mundo ocorre na Bahia

Promovido pela Associação pelos Direitos das Mulheres e o Desenvolvimento (AWID), 13º Fórum Internacional ocorre na Bahia.

Promovido pela Associação pelos Direitos das Mulheres e o Desenvolvimento (AWID), 13º Fórum Internacional ocorre na Bahia.

A Associação pelos Direitos das Mulheres e o Desenvolvimento (AWID), uma das mais respeitadas entidades feministas do mundo,  se prepara para abrir o seu 13º Fórum Internacional de 8 a 11 de setembro de 2016, na Costa do Sauípe, Bahia, Brasil.

Serão 1700 participantes de mais de 100 países dentre elas feministas, defensoras de direitos humanos e ativistas de justiça social. Mais de 200 palestrantes promoverão o intercâmbio de experiências, o diálogo criativo e a resistência dos movimentos em uma variedade de plenárias, conversas entre movimentos, discussões guarda-chuva e sessões. Veja o programa para acessar todos os conteúdos que comporão o Fórum.

“Este Fórum acontece durante um período particularmente complexo na história do Brasil, em um contexto de encolhimento do espaço democrático, ascensão dos fundamentalismos políticos e religiosos e de corte de políticas sociais progressistas dirigidas às comunidades mais excluídas e oprimidas”,  comenta Lydia Alpizar, diretora executiva da AWID. “Quando AWID decidiu realizar o Fórum 2016 na Bahia, nos inspiramos na história da resistência e dos movimentos sociais no Brasil e nos legados de libertação que continuam a inspirar as lutas contemporâneas contra o racismo, a brutalidade do Estado e a opressão econômica. A escolha da Bahia para receber o Fórum foi um reconhecimento intencional e uma celebração da longa tradição do povo negro e das lutas locais para o alcance da justiça e libertação em todo território nacional. Agora mais do que nunca, o Brasil espelha desafios enfrentados por muitos países ao redor do mundo.  Nesse momento crítico, feministas e ativistas de todo o mundo buscam coordenar os diversos movimentos sociais para construção de solidariedade e poder coletivo em prol dos direitos e da justiça” finaliza ela.

Jurema Werneck, coordenadora da ONG Criola, ativista social e integrante do Comitê Internacional de Planejamento do Fórum AWID, ao falar sobre os atuais desafios que o país enfrenta, convoca os movimentos pelos direitos das mulheres e pela justiça social a se posicionar ao lado de ativistas no Brasil. Ela afirma: “Nós precisamos de sua solidariedade no apoio a nossas lutas”.

Sobre a AWID e o 13º Fórum Internacional

A Associação pelos Direitos das Mulheres e o Desenvolvimento (AWID) é uma organização feminista internacional de associadas/os. Há mais de 30 anos fazemos parte do incrível ecossistema de movimentos pelos direitos das mulheres a fim de alcançar igualdade de gênero, desenvolvimento sustentável e direitos humanos das mulheres em todo o mundo.

Outras publicações

Governo da Bahia lança editais de arquitetura, urbanismo, patrimônio e museus Governo da Bahia lança editais. As inscrições para os editais setoriais de arquitetura, urbanismo, patrimônio cultural e museus da Secretaria de Cul...
Secult Bahia abre consulta pública sobre Teia Bahia 2016 Cartaz da consulta pública sobre a 'Teia Bahia 2016'. Representantes dos Pontos de Cultura da Bahia podem contribuir com sugestões para a construção...
Deputado José Arimatéia e FENASP promovem Encontro Estadual de Lideranças Evangélicas Deputado José de Arimatéia promove evangélico evento na ALBA. Nos próximos dias 13 e 14 de fevereiro de 2014, será realizado, no Auditório do Edifíc...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br