Eleições 2016 – Salvador: Cláudio Silva pensa diferente sobre os centros religiosos de Salvador

Cláudio Silva participou da Feijoada Beneficente do Centro de Umbanda Místico Oxum-Apará.

Cláudio Silva participou da Feijoada Beneficente do Centro de Umbanda Místico Oxum-Apará.

O candidato à Prefeitura de Salvador, Cláudio Silva (PP), participou neste final de semana da Feijoada Beneficente do Centro de Umbanda Místico Oxum-Apará (Cumoa), em Piatã. Na ocasião, o progressista conversou com organizadores do evento e membros do Centro, e apresentou algumas de suas propostas de governo.

A chegada de Cláudio Silva foi anunciada ao microfone pela presidente do Cumoa, Taiane Macedo, que desejou ao candidato um caminho de paz, axé e prosperidade na campanha eleitoral. Aplaudido, o líder da chapa “Pense Diferente” interagiu com o público e ouviu questões apresentadas pelos integrantes do Centro.

Atento às necessidades citadas pela presidente do Cumoa, Taiane Macedo, o pepista colocou o seu ponto de vista sobre a importância dos centros religiosos na cidade e suas propostas a serem colocadas em prática, caso assuma a Prefeitura de Salvador.

“Eu sou católico, mas não é porque sou de uma religião que vou deixar de fazer projetos que ajudem a manter e melhorar o funcionamento de centros de outras vertentes. Na minha trajetória, sempre tive respeito por todas as religiões e na luta ao lado dos centros religiosos de Salvador”, afirmou Cláudio Silva.

Para o candidato, que defende que Salvador merece mais benefícios, é necessário pensar diferente sobre os centros religiosos da capital baiana já que, ao longo dos últimos anos, é observada a marginalização deles. “É preciso entender que religião é uma opção dada a cada pessoa e que isso não deve ser motivo de preconceito. Quando vemos a realização de eventos beneficentes como esse, percebemos que o poder público precisa estar mais perto dessas questões, pois os centros estão funcionando para preencher as lacunas ocorridas nas áreas sociais. Penso que é necessário entender melhor o propósito dessas instituições, acabar com o preconceito religioso e apoiar as pessoas que querem fazer o bem à sociedade”, defende o progressista.

Ao final da Feijoada Beneficente, um dos organizadores do evento, o empresário Antônio Ramalho, de 53 anos, lembrou que o progressista foi seu professor. “Tive aulas com Cláudio Silva na Faculdade Baiana de Ciências (Fabac), no curso de administração. Ele era um professor sério, centrado, justo e equilibrado. É uma boa indicação ao cargo de prefeito, portanto vou analisar as propostas dele para Salvador”, garante.

Outras publicações

Estudantes do Subúrbio Ferroviário de Salvador criam aplicativo que valoriza região Jovens de Salvador criam aplicativo Subúrbio SSA. O uso da tecnologia permitirá que soteropolitanos e turistas conheçam melhor o Subúrbio Ferroviári...
Análise do IPC aponta deflação em Salvador no mês de setembro O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de Salvador, calculado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secre...
Cineasta Amos Gitai realiza palestra para público baiano O israelense Amos Gitai chega a Salvador no dia 28 deste mês para um encontro com artistas, intelectuais, estudantes e interessados em sua obra no cir...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br