Banco Mundial mobiliza US$ 81 bilhões para combater mudança climática

Fatores ligados ao clima contribuem para a insegurança alimentar.

Fatores ligados ao clima contribuem para a insegurança alimentar.

Dinheiro vem de seis maiores Bancos Multilaterais de Desenvolvimento e de outros grandes investidores; em 2015, instituições financeiras disponibilizaram mais de US$ 25 bilhões em projetos de mitigação e adaptação.

O grupo Banco Mundial conseguiu mobilizar US$ 81 bilhões para projetos de combate à mudança climática financiados pelos seis maiores Bancos Multilaterais de Desenvolvimento, MDBs pela sigla em inglês, e outros investidores.

A contribuição global dessas instituições financeiras ganhou reforço em dezembro do ano passado, depois da reunião do Acordo de Paris, na COP21.

Mitigação e Adaptação

Em 2015, os MDBs liberaram mais de US$ 20 bilhões para atividades de mitigação e outros US$ 5 bilhões para projetos de adaptação dos países às mudanças climáticas.

As atividades de mitigação envolvem projetos para a redução das emissões de gases que causam o efeito estufa. Eles serão feitos através da adoção de medidas de eficiência energética e do uso de fontes de energia limpa e renováveis.

Desde 2011, os Bancos Multilaterais de Desenvolvimento já disponibilizaram mais de US$ 131 bilhões em financiamentos para questões sobre o clima.

Energia Renovável

A Europa e as regiões não-europeias do continente além da Ásia central receberam a maior parte do dinheiro, aproximadamente 20%. Em seguida estão o sul da Ásia, América Latina e o Caribe, leste da Ásia e Pacífico e as regiões Subsaariana, leste, central e norte da África.

Os financiamentos de adaptação foram feitos principalmente nos setores de abastecimento de água e saneamento básico, energia, transporte e infraestrutura. Já em relação à mitigação, os financiamentos foram para os setores de agricultura, energia renovável e transporte de baixo carbono.

O diretor-sênior do Grupo Banco Mundial, John Roome, disse que “2015 ficará na história como o fim do primeiro capítulo da transição mundial para um futuro de baixo carbono e mais resiliente”.

Outras publicações

Cepreng investe nos trabalhadores e aposta na qualidade como diferencial na construção de imóveis para o Programa Minha Casa Minha Vida Escritório central da CEPRENG, fica localizado em Feira de Santana. Antônio Novais: "Temos um excelente relacionamento com a Caixa Econômica Fede...
SwissLeaks: como o HSBC ‘ajudou’ milionários a sonegar impostos O banco britânico HSBC "ajudou" clientes ricos a evitar o pagamento. Hervé Falciani é ex-funcionário do banco HSBC em Genebra. O banco britânico...
Benito da Gama tomou posse como vice-presidente de governo do Banco do Brasil Benito Gama e Jaques Wagner. Mais um ex-carlista no governo do PT. O ex-deputado Benito da Gama dos Santos tomou posse ontem (10/06/2013), como vice...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br