Turquia amplia a repressão contra autores da tentativa de golpe

Turquia amplia a repressão contra autores da tentativa de golpe.

Turquia amplia a repressão contra autores da tentativa de golpe.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdoğan, prometeu hoje (17/07/2016) “limpar” os postos e cargos do governo ocupados por dissidentes, comandantes militares e soldados identificados com a tentativa de golpe de Estado, ocorrida sexta-feira (14). O governo confirmou que, até o momento, mais de 6 mil pessoas foram presas.

Entre os presos está o general Bekir Ercan Van, comandante de uma base aérea turca usada por forças norte-americanas para lançar ataques sobre terroristas no Iraque e na Síria. Também foi preso o general Ozhan Ozbakir, comandante de uma guarnição no sudoeste da Turquia.

Segundo o presidente Erdogan, o objetivo da limpeza é retirar de suas funções todos os servidores civis e militares que apoiam o clérigo Fethullah Gulen, residente nos Estados Unidos, acusado pelo governo turco de ter orquestrado a tentativa de golpe. O presidente turco disse que o “grupo Gullen” é o responsável pela o que ele chamou de “ruína” das forças armadas.

Erdo an também disse que a Turquia vai solicitar ao governo norte-americano a extradição do clérigo, que vive no estado americano da Pensilvânia.

As relações turco-americanas passam por momento de estremecimento depois das acusações do presidente Erdogan de que o clérigo estaria por trás do golpe de estado. Por causa disso, o Departamento de Estado dos Estados Unidos divulgou um comunicado negando qualquer ligação do governo norte-americano com os eventos.

“Insinuações públicas ou reclamações sobre qualquer papel dos Estados Unidos na fracassada tentativa de golpe são totalmente falsas e prejudiciais para as nossas relações bilaterais”, disse o Departamento de Estado, na mensagem.

Segundo o secretário de Estado, John Kerry, a Turquia deve produzir provas da culpabilidade de Gülen. E acrescentou: “Gostaríamos de convidar o governo da Turquia, como sempre fazemos, para nos apresentar qualquer evidência legítima” que permita iniciar uma investigação a respeito.

Outras publicações

Tentativa de golpe: 30 governadores e 7.899 policiais são detidos na Turquia Recep Tayyip Erdoğan, presidente da Turquia. Trinta governadores e 7.899 policiais foram detidos depois da tentativa de golpe na Turquia, informou o...
“Estamos mais vigilantes”, diz presidente Tayyip Erdogan sobre possibilidade de novo golpe Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia. O presidente da Turquia Tayyip Erdogan admitiu que possa ocorrer um novo golpe e acrescentou que agora ...
Turquia convoca embaixador alemão após ato pró-Erdogan Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia. Após as autoridades alemãs proibirem a exibição de uma mensagem do presidente da Turquia, Recep Tayyip ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br