Secretaria da Educação da Bahia firma novos contratos de terceirizados regidos pela Lei Anticalote

Secretário de Educação, Walter Pinheiro concede coletiva de imprensa sobre pagamentos dos servidores terceirizados da Educação.

Secretário de Educação, Walter Pinheiro concede coletiva de imprensa sobre pagamentos dos servidores terceirizados da Educação.

Secretário de Educação, Walter Pinheiro, se reúne com o Ministério Público do Trabalho para solucionar os atrasos nos pagamentos do servidores terceirizados da Educação.

Secretário de Educação, Walter Pinheiro, se reúne com o Ministério Público do Trabalho para solucionar os atrasos nos pagamentos do servidores terceirizados da Educação.

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia assinou, nesta sexta-feira (15/07/2016), novos contratados com empresas vencedoras da licitação dos serviços terceirizados, amparados pela Lei Anticalote, que garante o pagamento dos salários e encargos dos trabalhadores. Além disso, foi inserido nos contratos um dispositivo inovador, que garante o pagamento direto nas contas dos prestadores de serviços. Os contratos já foram homologados e valem a partir de 1º de julho.

O número de contratos foi reduzido de 120 para 12, o que permitirá maior controle e fiscalização. A recomendação da Secretaria da Educação é para que as empresas contratem os prestadores de serviços que já atuam nas escolas. O encerramento dos contratos com as empresas antigas ocorreu no dia 30 de junho, por recomendação do governador Rui Costa.

Governo paga salário diretamente a prestadores de serviços terceirizados da Educação

O Governo do Estado depositou, nesta sexta-feira (15), os salários nas contas dos trabalhadores terceirizados que prestam serviços à Secretaria da Educação. Os pagamentos estão garantidos a esses trabalhadores que estavam com salários atrasados das empresas, que mantinham contratos com a Secretaria, e que foram encerrados no dia 30 de junho.  O Banco do Brasil iniciou hoje os pagamentos.

A decisão foi tomada na reunião realizada nesta sexta-feira (15), com o secretário da Educação, Walter Pinheiro, e o procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia, Alberto Balazeiro. O Estado estava com o dinheiro para pagar, mas estava encontrando problemas do ponto de vista cadastral das empresas, e também na verificação das certidões. Por isso, buscou uma mediação do MPT e da Procuradoria Geral do Estado, para formatar este termo de ajuste e conduta.

O Estado firmou também nesta sexta-feira os novos contratos de terceirização. O objetivo é promover os contratos com os mesmos trabalhadores que estavam nas escolas, para garantir a manutenção desse nosso quadro e não permitir que seja adotada nenhuma manobra que busque trocar os trabalhadores.

Os contratos seguirão o que determina a chamada Lei Anticalote, que prevê a reserva mensal de parte do valor a ser pago às empresas contratadas para que sirva de garantia em caso de inadimplência de salários e demais benefícios trabalhistas. “Além disso, a partir de agora vamos também trabalhar com as empresas nesse regime inovador, fazendo com que o recurso chegue direto na mão dos trabalhadores”, determinou o secretário Estadual da Educação, Walter Pinheiro.

Outras publicações

Governador Jaques Wagner visita Botuporã e Rio do Pires nesta sexta-feira O governador Jaques Wagner visita, nesta sexta-feira (03/08/2012), os municípios de Botuporã e Rio do Pires, no centro-sul da Bahia a, respectivamente...
Imagem de Irmã Dulce é novo cartão-postal da capital baiana Uma escultura de mais quatro metros e quase uma tonelada é o novo atrativo do Memorial de Irmã Dulce, instalado no Largo de Roma, em Salvador, junto à...
Exoneração do secretário estadual da fazenda expõe problemas nas finanças do governo da Bahia, afirma deputado Carlos Gaban Carlos Gaban afirma, ainda, que Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia sempre foi considerada referência nacional, mas na administração de Carlos M...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br