Prefeitura inicia obras do primeiro Hospital Municipal de Salvador

Prefeito ACM Neto acompanha início obras do primeiro Hospital Municipal de Salvador.

Prefeito ACM Neto acompanha início obras do primeiro Hospital Municipal de Salvador.

Serviços de terraplanagem são concluídos e obras físicas começam hoje após ordem de serviço. Salvador vai ganhar, em até dois anos, o seu primeiro Hospital Municipal. A unidade de grande porte já começou a ser construída no bairro da Boca da Mata, próximo ao final de linha. A ordem de serviço foi assinada hoje (06/07/2016) no local pelo prefeito ACM Neto, que estava acompanhado da vice, Célia Sacramento, do secretário de Saúde, José Antônio Rodrigues Alves, titulares de órgãos municipais, vereadores e moradores da região. O investimento, bancado exclusivamente com recursos municipais, será de R$120 milhões, e a unidade terá inicialmente 210 leitos de internação.

O equipamento coroa o esforço da Prefeitura na área da saúde, que hoje já conta com nove Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs), contra apenas uma que existia precariamente até 2013 (em Periperi). Além disso, Salvador ganhou quatro Multicentros de Saúde – antes não havia nenhum – e cerca de 100 postos reformados ou construídos em toda a cidade, ampliando a cobertura da atenção básica de 18,6% para 44,2%.

“Esse hospital vai ajudar a amenizar a alta demanda por cirurgias eletivas na cidade. E vai funcionar numa região populosa onde não havia atendimento de urgência e emergência. Além disso, está muito bem localizado, pois é possível chegar rapidamente inclusive para quem vem do centro da cidade, graças à nova via que inauguramos ligando a região de Cajazeiras à BR-324”, afirmou o prefeito ACM Neto, que percorreu a área onde será implantado o equipamento, já com a terraplanagem praticamente concluída, e conversou com operários e engenheiros, além de acompanhar a exibição de um vídeo com perspectivas da unidade.

O Hospital Municipal de Salvador funcionará 24 horas para atendimentos de urgência e emergência, fortalecendo a rede, que nunca teve um equipamento do tipo. E mais: o equipamento vai desafogar os hospitais estaduais que funcionam em Salvador. “A unidade estará integrado às nove UPAs da capital (Itapuã, San Martin, Barris, Valéria, Parque São Cristóvão, Brotas, Pirajá/Santo Inácio, Paripe e Periperi) e servirá como retaguarda para os pacientes que ingressarem na rede de urgência e emergência”, explicou o secretário Rodrigues Alves.

Embora as UPAs realizem esse primeiro atendimento, será no hospital que os pacientes completarão o tratamento, incluindo internamento, quando for necessário. As UPAs também contam com leitos de terapia intensiva para casos mais graves, mas, quando há necessidade, atuam para estabilizar o paciente até que possa ser transferido com segurança até uma unidade de maior porte.

Estrutura – O equipamento terá 12 mil m² de área construída, de um total de 17 mil m², e a estimativa é que sejam atendidos até 60 mil pacientes por mês. A área de urgência e emergência poderá receber até 500 pacientes por dia. A unidade contará com consultórios nas áreas de cardiologia, cirurgia-geral, neurologia, cirurgia pediátrica, pediatria, médico-generalista, ortopedia e traumatologia, serviço social e pré-consulta de enfermagem, sala da coordenação e de atendimento. A estrutura ofertará serviços de hospital day, emergência 24 horas, internação, bioimagem e exames laboratoriais, além de apoio pós-alta médica. Também haverá uma base do Samu.

A emergência 24 horas seguirá o Protocolo de Manchester – com definições de atendimento de emergência; atendimento muito urgente; urgente; pouco urgente; não urgente –, com realização de acolhimento, classificação de risco, consulta de enfermagem e consulta médica. Em seguida, o paciente será encaminhado para atendimento específico para o problema de saúde. Serão 20 leitos de observação adulto e dez de pediatria.

O setor de internação contará com 180 leitos, sendo 150 para atendimento geral e 30 pediátricos. Já a internação intensiva terá 30, sendo 20 para adultos e 10 para crianças. Ou seja, no total serão 210 leitos. O serviço de bioimagem também funcionará 24 horas, contando com exames de raio X digital, ultrassom com doppler, ecocardiograma, eletrocardiograma, eletromiograma, eletroencefalograma, tomografia e ressonância, complementando o diagnóstico do paciente.

A estrutura da unidade contará com ambulatório, endoscopia e centro cirúrgico. O ambulatório terá consultório de cirurgia, de anestesia e pré-consulta de enfermagem. Já o setor de endoscopia contará com três salas de exames, dois boxes de preparo e repouso com oito poltronas. O centro cirúrgico será composto por duas salas de pequenas operações e 12 leitos de recuperação pós-anestésica. Além disso, ele contemplará as áreas de neurocirurgia, traumaortopedia, cirurgia-geral, indução e recuperação anestésica, seis salas de operação (duas médias e quatro grandes), de apoio a demandas especializadas e de biópsia de congelação.

A área de patologia clínica também funcionará durante 24 horas com coleta para adultos e crianças, bioquímica, hematologia, parasitologia, urianálise, microbiologia, estoque e compatibilização. O paciente também contará com o serviço de acompanhamento após a alta médica, realizado por meio de uma equipe de atendimento domiciliar que vai promover a continuidade do tratamento em casa, com orientação também para familiares ou acompanhantes. As equipes de saúde da família da região onde o paciente residir farão esse acompanhamento após a alta médica.

Tipos de unidades e suas características

  • Multicentros – Unidades de saúde instaladas em Amaralina, Vale das Pedrinhas, Liberdade e Carlos Gomes que ofertam consultas, exames especializados e atendimentos médicos de apoio em cardiologia adulto, cardiologia pediátrica, urologia, angiologia, mastologia, dermatologia, gastroenterologia, endocrinologia, ginecologia, nefrologia, hematologia, hepatologia, oftalmologia e as especialidades não médicas em odontologia especializada, enfermagem especializada, nutrição, psicologia e serviço social. Também são oferecidos exames especializados como raio x, ultrassonografia, bioimagem, eletrocardiograma, ecocardiograma, teste ergométrico, MAPA, Holter 24h, doppler vascular, mamografia, laboratório, entre outros. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h.
  • Unidade Básica de Saúde (UBS) – Locais onde o cidadão recebe atendimentos básicos em pediatria, ginecologia, clínica geral, enfermagem e odontologia. Os principais serviços são consulta médicas, inalações, injeções, curativos, vacinas, coleta de exames laboratoriais, tratamento odontológico, encaminhamentos para especialidades e fornecimento de medicação básica. São abertas a todas as pessoas, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
  • Unidade de Saúde da Família (USF) – Atenção integral à saúde desde o recém-nascidos aos idosos, com atendimento médico, enfermagem e odontológico, incluindo oferta de serviços de vacina, administração e dispensação de medicamentos, realização de procedimentos de enfermagem (curativos, aferição de pressão arterial e glicemia, aferição de peso e altura) e coleta de exames laboratoriais. Atendimento a famílias cadastradas. Funcionamento de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
  • Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) – Funciona 24 horas por dia, sete dias por semana, e pode resolver grande parte das urgências e emergências, como pressão, febre alta, fraturas, cortes, infartos e derrames. Estão instaladas em Itapuã, San Martin, Barris, Valéria, Parque São Cristóvão, Brotas, Pirajá/Santo Inácio, Paripe, além de Periperi. A UPA inova ao oferecer estrutura simplificada, como Raio-X, eletrocardiograma, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação. Na unidade, é ofertada ainda assistência odontológica de emergência com todo equipamento necessário para intervenção rápida de ocorrências traumática que reduzem em até 90% os riscos de deformações faciais irreversíveis.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br