Operação Ali Babá: PF combate fraudes contra instituições bancárias na Bahia; coletiva ocorre na sede da Polícia Federal em Feira de Santana

Cerca de 140 Policiais Federais cumprem 25 mandados de prisão – sendo 10 preventivas e 15 temporárias –, 28 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva nas cidades de Salvador, Feira de Santana, Seabra, Palmeiras, Monte Santo, Presidente Tancredo Neves e Remanso, todas na Bahia.

Cerca de 140 Policiais Federais cumprem 25 mandados de prisão – sendo 10 preventivas e 15 temporárias –, 28 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva nas cidades de Salvador, Feira de Santana, Seabra, Palmeiras, Monte Santo, Presidente Tancredo Neves e Remanso, todas na Bahia.

A Polícia Federal deflagra na manhã de hoje (19/07/2016)a Operação ALI BABÁ, com objetivo de desarticular uma organização criminosa responsável por aplicar golpes na Caixa Econômica Federal e em diversas outras instituições financeiras no Estado da Bahia.

Cerca de 140 Policiais Federais cumprem 25 mandados de prisão – sendo 10 preventivas e 15 temporárias –, 28 mandados de busca e apreensão e 4 mandados de condução coercitiva nas cidades de Salvador, Feira de Santana, Seabra, Palmeiras, Monte Santo, Presidente Tancredo Neves e Remanso, todas na Bahia.

Segundo apurado durante as investigações, a organização criminosa operava desde 2006, e sua principal forma de atuação era através da constituição de empresas inidôneas, em nome de “laranjas”, com as quais eram obtidos empréstimos vultosos junto a diversas agências bancárias, de vários bancos. Após recebidos, os créditos jamais eram restituídos. O esquema também contava com pessoas especializadas no fornecimento de documentos falsos, que viabilizavam a constituição das empresas e a obtenção dos empréstimos fraudulentos.

Até o presente momento, foram identificadas 19 empresas envolvidas no esquema, mas suspeita-se que esse número seja muito maior. Só no ano de 2013, foram constatados prejuízos superiores a R$ 10 milhões.

Todos os envolvidos deverão responder por organização criminosa e estelionato, previstos, respectivamente, nos artigos 2º da Lei 12.850/2013 e 171 do Código Penal.

Coletiva ocorre na sede da Polícia Federal em Feira de Santana

Todos os envolvidos deverão responder por organização criminosa e estelionato. Será concedida entrevista coletiva às 09h30, na sede da Polícia Federal em Feira de Santana, na Av. Maria Quitéria, 162, Feira de Santana.

Outras publicações

Feira de Santana: cantor Cescé Amorim participa da intervenção cultural Cartaz da intervenção cultural com Cescé Amorim. O Movimento Unificado Contra o Sistema BRT de Feira de Santana realiza nesta segunda-feira (14/09/2...
MPT reverte indenização de TAC em carro para Gerência Regional do Trabalho e Emprego de Feira de Santana Gerência Regional do Trabalho e Emprego de Feira de Santana recebe veículo. Um automóvel com tração nas quatro rodas foi entregue nesta sexta-feira ...
Tragédia: três mortos e 11 feridos em grave acidente na BR-324, entre as vítimas fatais o chefe de gabinete do presidente da Câmara de Feira de Santana Grave acidente ocorrido hoje (21/06/2010) pela manhã na BR-324 envolveu 10 veículos e deixando um saldo de três mortos e 11 feridos. Entre as vítimas ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br