“Não podemos continuar promovendo uma educação exclusivamente urbana”, avalia deputado Bira Corôa

Participantes do seminário Base Nacional Comum Curricular.

Participantes do seminário Base Nacional Comum Curricular.

Um espaço para que agentes educacionais baianos de todas as etapas e modalidades, da educação básica  e do ensino superior, reúnam-se  para traçar temáticas e estratégicas de aprendizados dos estudantes. É esta a melhor definição do Seminário Estadual da BNCC (Base Nacional Comum Curricular), iniciado nesta terça-feira (26/07/2016), em Salvador, que  contou com a presença do deputado estadual Bira Corôa.

Com uma longa trajetória de vida dedicada à educação e, atualmente, representante da Assembleia Legislativa no Fórum Estadual de Educação (FEE), o deputado prestigiou a abertura do evento e atestou a importância da iniciativa, visto que a educação é a base de sustentação de toda e qualquer sociedade. Abertura do seminário foi feita com presença do secretário da Educação, Walter Pinheiro.

“Qualquer avanço político, econômico, social, cultural passa pela educação oferecida às crianças e jovens de um país e isso aponta para a extrema importância desse seminário. Pensar uma base comum curricular de caráter nacional é corrigir uma das principais defasagens e desvio do contexto da educação no Brasil. Temos um país diverso e desigual e a Bahia, particularmente, segue o fluxo com suas disparidades sociais, geográficas, econômicas. Por esse aspecto não podemos continuar promovendo uma educação exclusivamente urbana e com o olhar dos grandes centros”, contextualiza Bira Corôa. Parlamentar ainda parabenizou o Governo do Estado por mais uma vez sair na frente nas grandes ações de transformação da educação, área definida pelo governador Rui Costa como meta principal de atuação. A Bahia  aponta como um dos primeiros estados a realizar o seminário.

Até o dia 27, representações do Governo do Estado, do Fórum Estadual de Educação (FEE), do Conselho Estadual de Educação (CEE), entre outras instituições do plano estadual e nacional, além de gestores educacionais, professores dos diversos e estudantes dos mais diversos território da Bahia participação de palestras e grupos de trabalho temáticos, com propósito de analisar, debater e contribuir com  a segunda versão do BNCC.

Na etapa realizada nesta manhã foi feita a contextualização sobre o processo de construção coletiva do documento da BNCC, apoiada em palestras dos professores Ítalo Dutra e Ana Penido. Evento teve ainda a presença de diversas representações, como  Nildo Pitombo (FEE); Gilvânia Nascimento (Uncme); Ana Tércia (CEE); Severiano Alves (IAT); Ricardo Cardoso (MEC); Marilene (APLB); Nadson, representando os estudantes secundaristas e profª Valdirene, responsável pela mediação das atividades da mesa.

Outras publicações

Cerca de 15 mil estudantes disputam vagas nos colégios da PM Cerca de 15 mil pessoas se inscreveram no sorteio eletrônico de vagas das 13 unidades escolares conveniadas com a Polícia Militar. O sorteio acontece ...
Especialização gratuita em gestão pública oferece 40 vagas Com o objetivo de contribuir para a qualificação de técnicos e gestores do poder público e incentivar as pesquisas no Território do Sisal, o Campus 11...
Deputado Carlos Geilson anuncia saída do PTN e manutenção da oposição ao governo Rui Costa Carlos Geilson: "Pode ter certeza, governador, que mesmo em partidos políticos opostos, estarei ao seu lado sempre que o interesse da Bahia for prior...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br