Município de Miguel Calmon deve coibir prática de nepotismo

Com o objetivo de coibir a prática de nepotismo em Miguel Calmon, o promotor de Justiça Pablo Antônio Cordeiro de Almeida recomendou, na tarde de quarta-feira (13/07/2016), ao Município e à Câmara de Vereadores da comarca a exoneração da atual secretária de assistência social Leila Cristina Souza da Rocha Sampaio, no prazo de cinco dias. A secretária é cônjuge do atual prefeito da cidade.

No documento, o promotor de Justiça orienta que também seja exonerado qualquer outro agente com cargo público em comissão ou função de confiança que seja parente, cônjuge ou companheiro de outros agentes nomeados por critérios de parentesco em detrimento da capacidade funcional.

De acordo com Pablo Almeida, a atual secretária não possuía qualquer especialização na área assistencial à época que assumiu o cargo pela primeira vez, ainda no mandato do prefeito Humberto Miranda Oliveira. O promotor de Justiça registrou na recomendação que é necessário “resguardar a imagem da gestão pública, privilegiando-se critérios objetivos e impessoais na formação da equipe que prestará serviço à sociedade local”.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br