Mulher do deputado afastado Eduardo Cunha indica deputados e ministros como testemunhas na Lava Jato

Deputado afastado Eduardo Cosentino da Cunha responde a processos por atos de corrupção.

Deputado afastado Eduardo Cosentino da Cunha responde a processos por atos de corrupção.

A defesa de Cláudia Cruz, mulher do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), indicou seis deputados federais e dois ministros como testemunhas de defesa na ação penal a que responde na Operação Lava Jato pelos crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

De acordo com a petição endereçada ao juiz federal Sérgio Moro, os advogados afirmam que os parlamentares podem atestar que Cláudia Cruz não tinha envolvimento com negócios de Cunha. Apesar de terem sido indicados como testemunhas, os arrolados podem pedir dispensa dos depoimentos.Os deputados arrolados foram Hugo Motta (PMDB-PB), Felipe Maia (DEM-RN), Carlos Marun (PMDB-MS), Jovair Arantes (PTB-GO), Gilberto Nascimento (PSC-SP) e Átila Lins (PSD-AM). A defesa também indicou os ministros das Cidades, Bruno Araújo, e dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintela Lessa. Ambos se licenciaram da Câmara para assumir os cargos.

No dia 9 de junho, Moro recebeu denúncia apresentada pela força-tarefa de procuradores da Operação Lava Jato contra Cláudia Cruz e outros investigados que viraram réus.

A denúncia é vinculada com ação penal a que Cunha responde no Supremo Tribunal Federal por não ter declarado contas no exterior. No processo, Claudia é citada como beneficiária das contas atribuídas ao deputado na Suíça.

Além de indicar as testemunhas, os advogados da mulher de Cunha também pedem a rejeição da denúncia, por entenderem que ela não cometeu nenhum crime ao manter as contas no exterior.

*Com informação da Agência Brasil.

Outras publicações

Eduardo Cunha vai ligar o ventilador no esgoto? | Por Altamiro Borges Eduardo Cosentino da Cunha expressa ressentimento com relação aos ex-colegas, membros da organização. Eduardo Cunha parece estar colérico, furioso. ...
Ex-deptuado Eduardo Cunha pode criar ‘dores de cabeça’ para governo Temer, prevê The New York Times O ex-deputado federal Eduardo Cunha foi preso na quarta-feira (19/12/2016) e transferido de Brasília para a sede da Polícia Federal em Curitiba. Pris...
Ex-deputado Eduardo Cunha responsabiliza governo Temer pela perda do mandato na Câmara Eduardo Cosentino da Cunha durante votação que cassou mandato de deputado federal. Após ter seu mandato cassado pela Câmara, o ex-deputado Eduardo C...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br