Médicos afirmam que o cavalo é um importante aliado no combate à depressão

Médicos Gabriel Rosas e Brenda Gonçalves Rosas compartilham a paixão pelos cavalos.

Médicos Gabriel Rosas e Brenda Gonçalves Rosas compartilham a paixão pelos cavalos.

Profissionais garantem que a convivência com os animais pode trazer vários benefícios à saúde. Estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou que a depressão já é a doença mais incapacitante em todo o mundo. A tristeza persistente ou perda de interesse, que causam uma gama de problemas emocionais e físicos, atingem quase 7% da população mundial. O tratamento convencional é feito a partir da psicoterapia e do uso de medicamentos que agem sobre o desequilíbrio químico do cérebro. As técnicas de relaxamento, as terapias e as atividades que envolvam animais são tratamentos alternativos da doença, com resultados positivos na evolução do paciente.

“Algumas pesquisas já comprovaram que a convivência do homem com os animais é uma forte aliada na cura da depressão. Os equinos, por exemplo, podem trazer benefícios importantes no combate e no tratamento da doença. O cavalo pode aliviar o estresse, aumentar a qualidade e a expectativa de vida de qualquer pessoa”, assegura o médico Gabriel Rosas. “Distúrbios de comportamento relacional e problemas de baixa autoestima também podem ser curados a partir do contato com os cavalos”, completa a médica clínica geral, Brenda Gonçalves Rosas.

Esses dois profissionais da saúde não compartilham apenas a mesma opinião. Casados há dois anos, Gabriel e Brenda dividem o mesmo sentimento pelos cavalos Quarto de Milha. “Meu primeiro contato com os animais foi em 2012, através de amigos que criam exemplares da raça. Na época, eu fazia especialização em anestesiologia, em Campinas (SP), onde atualmente residimos. Foi ali que nasceu essa paixão, que hoje divido com a minha esposa”, revela o médico que dedica 30 horas semanais aos treinos, para participar de provas, e ao trato dos seus três animais.

Férias com os cavalos

Nem Walt Disney World, que fica no Estado da Flórida, nos Estados Unidos, nem um passeio pela charmosa Paris, na França, fazem parte dos destinos de viagem do casal que se conheceu ainda nos corredores da faculdade de medicina, em 2007, na cidade de Itajubá (MG). Desde que descobriram os cavalos Quarto de Milha, passam férias na cidade de Avaré, no interior do Estado de São Paulo, onde ocorrem as maiores competições da raça, promovidas nos meses de abril, julho e outubro, pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM).

Este ano, eles foram campeões em várias categorias do Team Penning e Ranch Sorting, durante o Campeonato Nacional da ABQM, realizado de 16 a 24 de julho. Dos 40 troféus já conquistados pelo casal, 20 foram recebidos na competição considerada a maior do Brasil. Os competidores também levaram nove fivelas para casa. “O cavalo transformou as nossas vidas. A felicidade fica completa quando estamos com eles. Se me perguntarem qual é o melhor antidepressivo, vou dizer que é o cavalo”, indica Gabriel, aos risos com a sua companheira de profissão, vida e paixão pelo Quarto de Milha.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br