Iniciadas aulas da primeira turma de Medicina da UFBA de Vitória da Conquista

Foram oferecidas 45 das 80 vagas disponibilizadas pelo MEC em dezembro de 2016.

Foram oferecidas 45 das 80 vagas disponibilizadas pelo MEC em dezembro de 2016.

As aulas da primeira turma do tão aguardado curso de Medicina, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Vitória da Conquista, começam hoje (04/07/2016). No mesmo dia terá início o semestre 2016.1 da instituição, que buscou ofertar este ano mais de 240 vagas em sete opções de cursos de graduação.

Para os candidatos ao curso de Medicina, foram oferecidas 45 das 80 vagas disponibilizadas pelo MEC em dezembro de 2016. Desse total, 50% foram reservadas às cotas. A seleção dos candidatos foi feita, exclusivamente, pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU), com base nos resultados obtidos pelos participantes no ENEM referente ao ano de 2015.

A implantação do curso de Medicina no Campus Anísio Teixeira é um desejo antigo da comunidade universitária e regional. Foi preciso muito esforço e empenho coletivo para que mais esse sonho viesse a se tornar realidade. De acordo com o projeto pedagógico, o curso encontrará na UFBA-Conquista “todas as condições para se firmar e se tornar um centro de excelência e de referência nacional em formação médica”.

Para o Diretor do Campus Anísio Teixeira, o professor Orlando Caires, o curso de Medicina irá contribuir para a consolidação da UFBA-Conquista, que completa em outubro deste ano 10 anos de existência, além de ampliar a oferta de vagas em cursos de medicina na região sudoeste da Bahia.

Curso

Diurno, o curso de graduação em Medicina visa uma formação de médicos com perfil generalista e humanista. Caracteriza-se por não seguir o processo pedagógico tradicional, em que o professor é a figura central do processo de ensino, e, sim, utiliza uma abordagem centrada no aluno e sua realidade.

De acordo com o projeto pedagógico do curso, sua missão é “formar profissionais qualificados, para atuar com responsabilidade social, em todas as áreas onde a medicina se constitua em fator de promoção da melhoria da qualidade de vida; prevenir doenças ou recuperar a saúde, tendo como meta a excelência no exercício profissional”.

O Currículo do curso prevê uma trajetória mínima de 6 (seis) anos, com uma metodologia problematizadora e uma matriz curricular integrada por temas e formas. Sua entrada é semestral.

Uma Comissão de Acompanhamento e Monitoramento de Escolas Médicas – CAMEM, instituída pelo Ministério da Educação, em conformidade com a Portaria nº. 306, de 26 de março de 2015, irá avaliar periodicamente o curso de Medicina.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br