Governador Rui Costa reafirma parceria para construção de políticas para a agricultura familiar

Governador Rui Costa participa do Fórum Baiano da Agricultura Familiar na EBDA.

Governador Rui Costa participa do Fórum Baiano da Agricultura Familiar na EBDA.

“O meu sonho é ver a agricultura familiar tendo renda. É ver os filhos dos agricultores com desejo de se qualificar e voltando a produzir no campo, realimentando essa cultura de amor pela terra. No que depender de mim, vamos construir juntos uma agricultura familiar forte, com inclusão social, renda e educação no campo”. Rui reafirmou a parceria com os movimentos sociais durante evento do Fórum Baiano da Agricultura Familiar (FBAF), realizado na tarde desta quarta-feira (27/07/2016), no Centro de Formação da Secretaria de Desenvolvimento Rural, no bairro de Itapuã, em Salvador.

O governador ainda ressaltou que um governo não constrói nada sozinho. “Somos nós que vamos construir e implementar uma política voltada para a agricultura familiar. Precisamos identificar o que falta, por exemplo, para que muitos agricultores familiares recebam seus títulos de terra. Eu não enxergo o desenvolvimento da Bahia sem incluir a agricultura familiar”. Ele informou que estão sendo aplicados, até 2018, R$ 1,5 bilhão apenas em fomento para a agricultura familiar. “São R$ 700 milhões do Banco Mundial, por meio do Bahia Produtiva, e R$ 300 milhões do Fida [Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola da Organização das Nações Unidas], e ainda há mais recursos de outras fontes, como do Fundo Combate à Pobreza e do governo federal. O trabalho agora é fazer com que todas as ações sejam sustentáveis e duradouras, de fôlego longo, que estruture a agricultura e capacite o homem do campo para produzir mais e melhor”.

Rui também falou sobre a necessidade de se otimizar os recursos que estão aplicados na área. “Pedi à Secretaria de Desenvolvimento Rural, por exemplo, que identificasse o número de casas de farinha que foram entregues e estão sem funcionar, muitas construídas em governos passados. Somos de cooperativas e entidades. Vamos construir juntos esse efeito dinâmico e levar desenvolvimento para a agricultura familiar”, disse.

Demandas do segmento

A coordenadora do Fórum Baiano da Agricultura Familiar, Elisângela Araújo, disse que a carta entregue ao governador na ocasião faz um balanço de 13 anos de políticas públicas construídas para o desenvolvimento rural no Brasil e na Bahia. “Nós destacamos os pontos positivos da capacidade de diálogo social que desencadeou a transformação da vida de milhares de famílias, principalmente no semiárido baiano. A carta traz também alguns pontos sobre os quais precisamos refletir, como a questão da educação, do crédito, da assistência técnica, e a gente gostou da resposta do governador, que traz uma sensibilidade muito grande para estabelecer uma pauta frequente e dar conta dos grandes desafios que estão colocados. Nós temos uma participação grande na elaboração e na execução das políticas públicas voltadas para a agricultura familiar, por meio das nossas cooperativas, redes, em parceria com o Governo do Estado”.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, os projetos estão sendo elaborados. “Acenando para o quê o movimento falou, o governador destacou a necessidade de se desenvolver projetos com começo, meio e fim, para que não tenhamos recursos dispersados e depois encontremos armazéns e casas de farinha parados. Este pacote de recursos está sendo bem elaborado e creio que ao final deste primeiro mandato nós teremos já resultados a apresentar”.

Encontro

Com o tema “O Campo com Gente e com Direitos”, o encontro reuniu cerca de 350 agricultores e agricultoras familiares de todos os 27 territórios de identidade do estado, com o objetivo de dar visibilidade às iniciativas do setor, com enfoque na sustentabilidade e na importância para a economia nacional. “É preciso replicar essa reunião em outras regiões do estado para fortalecer o movimento e compartilhar as boas práticas”, destacou Rui. O evento integra a programação em comemoração ao Dia Nacional da Agricultura Familiar, celebrado na última segunda-feira (25). Na ocasião, o governador ainda recebeu uma carta com as principais demandas do segmento.

O FBAF é composto pelas principais organizações, entidades e movimentos sociais representativos da agricultura familiar e reforma agrária do estado.

Outras publicações

“Projeto da oposição deve contrapor desmandos da atual gestão”, afirma deputado Carlos Geilson Carlos Geilson: “A coisa está afunilando para os nomes do ex-governador Paulo Souto (DEM), do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) e do ex-prefeito ...
Governador Rui Costa discute novos investimentos com representantes da Alemanha e Cingapura Encontro entre representantes da Alemanha e do governo da Bahia ocorreu na sede da governadoria em Salvador. Embaixador no Brasil da Alemanha, Di...
Bahia: Relatório da Comissão Estadual da Verdade é disponibilizado Capa do relatório Comissão Estadual da Verdade da Bahia. A Comissão Estadual da Verdade - Bahia, que apura as violações dos direitos humanos cometid...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br