FMI melhora projeção para o PIB do Brasil; retração cai de 3,8% para 3,3%

O Fundo Monetário Internacional (FMI) espera por uma queda menor da economia brasileira este ano. A projeção de retração do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no pais, passou de 3,8% em abril, para 3,3%. O FMI também melhorou a estimativa para o próximo ano, que foi de estabilidade da economia para crescimento de 0,5%.

“A confiança dos consumidores e empresários parece já ter batido no fundo no Brasil, e a contração do PIB no primeiro trimestre foi mais branda que a antecipada”, diz o FMI no relatório Perspectiva Econômica Global (World Econonic Outlook, em inglês), publicado hoje (19/07/2016).

Consequentemente, diz o FMI, a recessão em 2016 agora está prevista para ser menos severa, com o retorno ao crescimento em 2017. O FMI diz, entretanto, que as incertezas políticas mantêm-se e podem obscurecer as perspectivas.

A projeção para o crescimento das economias emergentes e em desenvolvimento foi mantida em 4,1% e em 4,6%.

Brexit

No relatório, o FMI analisa as consequências da saída do Reino Unido da União Europeia, após decisão da população em referendo. Para o FMI, o resultado do referendo no Reino Unido, que surpreendeu os mercados financeiros globais, implica a materialização de um risco importante para a economia mundial, o que tem como resultado piores perspectivas econômicas para 2016 e 2017.

No documento, que atualiza as projeções feitas no relatório do abril, a projeção para o crescimento da economia global ficou em 3,1% este ano e 3,4% em 2017, com redução de 0,1 ponto percentual em relação à estimativa de abril.

Ainda assim, as projeções hoje apresentadas consideram que há uma redução gradual da incerteza, há acordos entre o Reino Unido e a União Europeia que impedem um aumento das barreiras comerciais e também que não não há uma ruptura grande nos mercados financeiros e que as consequências políticas do Brexit são limitadas.

*Com informação da Agência Brasil.

Outras publicações

MEC anuncia 2.415 vagas em cursos de medicina e Conselho Federal diz que ampliação de vagas põe em risco qualidade da formação médica O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anuncia a criação de vagas em cursos de medicina oferecidos por instituições públicas e particulares de e...
Caso La Vue: Líderes da base governista farão manifesto de apoio a Geddel Vieira Lima O deputado André Moura entrega o manifesto de apoio ao ministro chefe da secretaria de governo, Geddel Vieira Lima. Os líderes de partidos da base d...
Governo Federal autoriza o aporte de R$ 789,9 milhões para ações emergenciais; Bahia é um dos estados contemplados Ministro Helder Barbalho visita cidade afetada por chuvas no Pará. Ministro libera recursos para o Nordeste. Investimentos contemplam projetos e medi...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br