Feira de Santana: projeto ‘Feira Produtiva’ lança 10º edição no Distrito Maria Quitéria

Prefeitura de Feira de Santana investe no projeto 'Feira Produtiva'.

Prefeitura de Feira de Santana investe no projeto ‘Feira Produtiva’.

Trabalhadores rurais do povoado de Santa Rosa, no distrito de Maria Quitéria, ganham independência financeira através de uma nova alternativa de renda, mesmo residindo na zona rural de Feira de Santana. O Governo Municipal lançou, na manhã desta quarta-feira (29/06/2016), a 10ª unidade do programa Feira Produtiva, com a implantação de uma fábrica de sequilhos, bolos e beijus, contemplando membros da Associação Comunitária Nossa Senhora Aparecida.

A entidade conta com mais de 100 associadas, mas de imediato já está gerando fonte de trabalho e renda para pelo menos 10 delas. “Um benefício muito bom para todos nós e que veio em muito boa hora”, frisou a presidente da associação, Isabel Souza.

Para viabilizar a implantação da nova unidade produtora, o programa forneceu equipamentos como freezer, masseira, armário, forno industrial e utensílios menores, como panelas, caldeirões, escorredores, assadeiras e muitos outros.

A iniciativa é do Governo Municipal, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Além dos equipamentos, conforme o coordenador do programa, João Bosco da Silva, os beneficiados também estão recebendo cursos de capacitação.

Bosco informa ainda que até final deste ano outras 10 unidades produtoras deverão entrar em funcionamento, tanto na zona rural quanto urbana de Feira de Santana, através do desenvolvimento de projetos aos quais as pessoas envolvidas têm aptidão.

Feira Produtiva realiza capacitação sobre microfinanças

O projeto Feira Produtiva está realizando capacitação sobre microfinanças. As oficinas de orientação, a cargo de técnicos do Sebrae, especialmente convidados para esta finalidade, estão sendo ministradas no espaço cultural da Igreja do Avivamento Bíblico na avenida Senhor dos Passos.

“Podem e devem participar as pessoas que integram os grupos assistidos e acompanhados de perto pelo Feira Produtiva”, explica Mayana Cardoso Silva, uma das coordenadoras do trabalho.

O objetivo, segundo ela, é familiarizar os empreendedores com os mecanismos usados no programa para o desenvolvimento da economia solidária. Trata-se de alternativas para a obtenção de financiamentos, sem a necessidade do interessado correr riscos recorrendo ao mercado financeiro convencional.

“No sistema de microfinanças solidária, adotado no projeto, a captação de recursos, por exemplo, pode ser feita pagando juros mais baixos em relação as taxas de mercado”, lembra Mayana. No caso de empréstimos uma das recomendações é o adquirente aplicar os recursos na atividade produtiva e assim garantir o retorno, o capital de giro e capacidade de pagamento.

“A destinação correta dos recursos em dinheiro é determinante para o sucesso do negócio”, garantem os técnicos do projeto.

Os mecanismos de apoio aos empreendedores do Feira Produtiva, são o banco comunitário, a moeda social e os fundos rotativos solidários, entre outros importantes instrumentos de apoio financeiro para o desenvolvimento da economia solidária.

Altair Santos, que é florista, aderiu a ideia e diz estar seguro quanto a obtenção de bons resultados. “A parte financeira é sempre a mais complicada para gerir bem o negócio. Essa ajuda do Feira Produtiva e do pessoal do Sebrae está vindo em boa hora”, pontuou Santos.

As oficinas devem durar até o próximo mês de setembro, abrangendo todas as associações do Feira Produtiva na sede e no interior do município.

Execução

O Projeto Feira Produtiva é executado pela Prefeitura Municipal de Feira de Santana, através da Secretaria de Desenvolvimento de Ação Social – SEDESO, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico – SETTDEC e a Secretaria da Agricultura – SEAGRI, com recursos financeiros Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br