Brasileiros investem no setor imobiliário de Portugal

Lisboa, Portugal.

Lisboa, Portugal.

Assunto será abordado na 30ª edição do Fórum [B+] no próximo dia 26 de julho. Para quem quer investir no setor imobiliário fora do Brasil, Portugal tem sido o destino de muitos brasileiros. Isso porque o país oferece PIB em ascensão, localização estratégica, incentivos fiscais, boa qualidade de vida, dentre outros benefícios. O assunto, que também tem instigado empresários baianos, será tema do 30º Fórum [B+], realizado no próximo dia (26/07/2016), das 8h às 10h, no Baby Beef Alvarez, ao lado do Shopping da Bahia.

Francisco Quintela, empresário português, será um dos palestrantes do encontro e vai relatar aos convidados os porquês de se investir no mercado Europeu. Em parceria com o amigo Carlos Penalva, hoje sócio, criou a Quintela e Penalva Imobiliária, em Portul, em 2004. Hoje, eles possuem dois escritórios e mais de 40 consultores imobiliários. “Portugal é o segundo país da União Europeia onde é mais simples criar uma empresa, levando-se, em média, de dois a cinco dias para abrir um negócio. Registrar uma propriedade não demora mais do que 24 horas”, declara Quintela.

Em relação ao setor imobiliário, os incentivos fiscais são os grandes atrativos do local e, por isso, têm atraído os brasileiros que querem ganhar dinheiro, adquirindo um imóvel. “O estatuto do residente não habitual em Portugal concede, dentre outros, uma isenção fiscal de dez anos, desde que ele fique 183 dias, por ano, no país”, explica o diretor comercial da Quintela e Penalva, Pedro Marques, que ainda destaca o Programa de Autorização de Residência (ARI) como outro incentivador. Marques também é palestrante do evento.

Golden Visa

Também conhecido como Golden Visa, o Programa de Autorização de Residência (ARI), criado em 2012, já concedeu visto a mais de 1.500 investidores, sendo que os brasileiros estão entre os que mais solicitaram o “Visto Gold” em Portugal. “As autorizações especiais de residência são válidas por cinco anos, para estrangeiros que compram imóveis acima de 500 mil euros”, esclarece o advogado da Telles de Abreu, João Vaz, que também irá palestrar no 30º Fórum [B+].

Especialista em Direito Imobiliário, João ainda dá mais informações sobre a ARI. “Passados os cinco anos, o visto pode ser renovado a cada dois anos, desde que fique comprovado que o proprietário ainda possui o imóvel. Além disso, é possível estender o bem ao cônjuge e filhos dependentes financeiramente, condição que deve ser comprovada”, conclui João, que ainda dará outras dicas sobre investimento no setor, durante o evento.

Fóruns [B+]

Destinados a um seleto grupo de empresários baianos, os Fóruns [B+] têm a missão de fomentar discussões que movimentam o mundo dos negócios, além de provocar a troca de contatos entre profissionais da área. Com uma iniciativa do Grupo [B+], os encontros são realizados na capital baiana e no interior do estado.

Outras publicações

Secretária de Estado norte-americana chega amanhã para agenda com Lula e ministros Brasília – A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, chega amanhã (02/03/2010) à tarde a Brasília para uma visita de pouco mais de um d...
Finlândia determina em lei acesso livre à banda larga como direito básico A Finlândia é o primeiro país do mundo a determinar, em lei, o acesso livre à banda larga como um direito básico dos cidadãos. A lei vale a partir de ...
Mensagem do Papa Francisco para a Quaresma de 2016 Francisco, nascido como Jorge Mario Bergoglio, é o 266.º Papa da Igreja Católica e atual Chefe de Estado do Vaticano, sucedendo o Papa Bento XVI, que...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br