Bahia deve sediar evento internacional de Educação, anuncia governador Rui Costa

Governador Rui Costa coordena reunião sobre educação.

Governador Rui Costa coordena reunião sobre educação.

Em 2018, a Bahia deve sediar um dos maiores eventos internacionais na área de educação, o Virtual Educa, que reúne projetos inovadores no campo educacional e da formação profissional. Representando o Brasil, o Governo do Estado apresentou aos organizadores do projeto as condições de infraestrutura e os atrativos baianos.

O governador Rui Costa se reuniu com representantes da organização, no final da tarde desta quinta-feira (28/07/2016) e, ao lado dos secretários estaduais da Educação, Walter Pinheiro, do Turismo, José Alves, e da Ciência, Tecnologia e Inovação, Manoel Mendonça, demonstrou o interesse e a afinidade da Bahia com o tema.

O evento ocorre a cada ano em um país membro da Organização dos Estados Americanos (OEA). Para 2018, um dos temas escolhidos é o da imigração e os fluxos migratórios ao redor do mundo. Por esse motivo, a Bahia desperta ainda mais interesse dos organizadores, de acordo com o secretário geral do Virtual Educa, José María Antón, que esteve no gabinete do governador nesta quinta.

“Consideramos que [o evento] deve [ocorrer] na Bahia por muitas razões. O multiculturalismo que norteia a globalização, com diversidades de matrizes e valores, está no Brasil, de uma maneira geral, e na Bahia mais especificamente. A ideia é produzir aqui um encontro mundial para trocar experiências sobre o que está sendo feito na África, na Europa, nos Estados Unidos, ao redor do mundo”, disse o secretário geral. José María Antón afirmou ainda que “eu, pessoalmente, me sinto inclinado a trazer o evento para a Bahia porque vivi durante 18 anos na África e aqui temos muitas dessas influências. Acredito na Bahia como um lugar muito importante para definir os rumos da política e da prática educacional no século XXI”.

O secretário Walter Pinheiro disse estar confiante na capacidade do estado em sediar um evento de tamanha importância. “Muitas das iniciativas que integram tecnologia e educação já são utilizadas na Bahia com sucesso. Temos muitas dessas referências e já nos apresentamos como um polo importante nesse sentido”. Para ele, essa pode ser a primeira vez que o continente africano participe do Virtual Educa. “Então nada mais justo que o nosso estado, tão rico em referências e heranças da África, receba este encontro. As nossas experiências nas áreas de tecnologia e educação, aliadas à nossa riqueza cultural, fazem da Bahia um local perfeito para esse evento”.

Outras publicações

Curso de mestrado da UNIVASF firma parceria com a secretaria da agricultura da Bahia A nova turma de alunos do curso de mestrado em Engenharia Agrícola da Universidade do Vale do São Francisco (Univasf) será contemplada com mais aulas ...
Estudantes da UEFS lançam Transa Revista Com o objetivo de fomentar o diálogo, sob a perspectiva dos estudantes, um grupo de graduandos da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e d...
Governos estadual e federal investem R$ 87,9 milhões no carnaval da Bahia Governador Rui Costa apresenta investimentos para o carnaval 2015. Programação do Governo da Bahia para o carnaval 2015. Quem estiver na Bahia d...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br