Ação no aeroporto de Salvador simula chegada de delegações para Olimpíadas

Secretaria da Segurança Pública realiza exercício preparatório para a Olimpíada com análise de situações de risco e de acessibilidade nas rotas que serão percorridas por atletas.

Secretaria da Segurança Pública da Bahia realiza exercício preparatório para a Olimpíada com análise de situações de risco e de acessibilidade nas rotas que serão percorridas por atletas.

Para garantir a segurança e a tranquilidade na chegada das dez delegações que vão participar dos Jogos Olímpicos 2016, na capital baiana, foi realizada na manhã desta quinta-feira (14/07/2016) uma simulação no Aeroporto Internacional de Salvador. Vistoria dos ônibus que vão transportar as delegações do aeroporto ao hotel, segurança durante o desembarque e escolta estiveram entre as ações que integram as medidas de segurança coordenadas pelo coronel PM Marcos Oliveira.

Também serão realizadas simulações na Estação Pirajá, neste sábado (6), e na Arena Fonte Nova, no próximo dia 26, incluindo o Centro Histórico. “As simulações visam estressar o máximo possível as nossas forças de segurança para ver o nível de adestramento que elas se encontram e a resposta que pode ser dada diante de uma situação crítica. Teremos, aqui, no aeroporto, o reforço no policiamento do Batalhão de Polícia Turística (Beptur), além da atuação da Polícia Federal na sua área de competência”, informou o coronel.

Segundo ele, “as equipes de segurança pública terão o trabalho de guarnecer o aeroporto e também fazer a escolta e batedores das delegações e do material esportivo, daqui [aeroporto] até o Hotel Stella Maris”. Durante a simulação, soldados do Exército representaram uma das 20 delegações de futebol que vão desembarcar na cidade a partir do final deste mês. A intenção é que a chegada das equipes ocorra com tranquilidade e interfira o mínimo possível no desembarque e embarque dos demais passageiros.

Além de parte do Comitê Olímpico, representantes da Marinha do Brasil, Polícia Militar, Polícia Federal, Infraero, entre outras instituições de segurança e defesa civil participaram da simulação. O planejamento é para recepcionar as delegações, mas de acordo com a gerente de aeroporto para os Jogos Olímpicos em Salvador, Elaine Dratovisky, o aparato também comporta receber autoridades nacionais e estrangeiras, embora nenhum chefe de Estado tenha confirmado a vinda à Bahia, até o momento. “Nossa estrutura é preparada para receber qualquer tipo de cliente”.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br