XVIII Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas ocorre em Salvador

Cartaz do 'XVIII Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas - Encob'.

Cartaz do ‘XVIII Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas – Encob’.

XVIII Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas (Encob) ocorre em Salvador, de 3 a 8 de julho de 2016 e terá como tema “Comitês de Bacias: A gestão das águas acontece aqui”. O Evento tem o apoio do Governo do Estado da Bahia, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (Sema). O Encob é patrocinado pela Agência Nacional de Águas (ANA), pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), pela Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (COELBA) e pela Suzano Papel e Celulose.

O projeto

Com o objetivo de integração e troca de experiências entre os seus Comitês de Bacias Hidrográficas (CBH), o Fórum Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas (FNCBH) realiza o XVIII Encob. O evento tem por objetivo apresentar a gestão participativa e compartilhada entre todos os componentes do Sistema de Recursos Hídricos do Brasil. A edição de 2016 ocorre na cidade de Salvador, capital do estado da Bahia, entre os dias 03 e 08 de julho, no Bahia Othon Palace, localizado na Avenida Oceânica, 2294, Ondina.

De acordo com o Secretário Estadual do Meio Ambiente da Bahia, Eugênio Spengler, a região Nordeste tem a maior área de escassez de recursos hídricos do país e demanda muito investimento. “Este é um momento de grande importância para se discutir a crise hídrica do país, além de trocar experiências e apresentar o que a Bahia tem realizado”, ressalta.

O Secretário destaca também que há investimentos para o fortalecimento dos Comitês que visam garantir o desenvolvimento socioambiental nas bacias. “Hoje encontram-se em andamento a elaboração de sete Planos de Bacias Hidrográficas em todo o estado, que contemplam estudos e proposta de enquadramento dos corpos d’água e a realização do cadastro de usuários”, ressalta. “Também estamos efetivando a cobrança pelo uso da água, que garantirá investimentos essenciais para as bacias”, completa Spengler.

O Encob é um instrumento de grande relevância para os comitês que irão apresentar, discutir e refletir sobre a gestão dos recursos hídricos e planejar ações para melhorias da qualidade de vida e para o desenvolvimento sustentável. Os coordenadores do FNCBH, Affonso Henrique de Albuquerque Júnior e Luiz Carlos Silva, apontam que o encontro é uma oportunidade de debater e colocar a gestão dos recursos hídricos como pauta prioritária para o poder público.

O coordenador Luiz Carlos Silva destaca que o encontro é um importante instrumento na busca de soluções para o problema da escassez de água.  “Estamos passando por uma séria crise hídrica que pode comprometer o futuro das águas e a vida da população. O Encob debaterá oportunidades e desafios para a promoção da gestão integrada das águas”, destaca.

Para o coordenador Affonso Henrique de Albuquerque Júnior, o evento busca a solução para os desafios que envolvem a gestão dos recursos hídricos. “O evento se apresenta como o melhor caminho com vistas à solução de tudo que envolve os recursos hídricos e que passa pela gestão participativa, pela conservação, gestão de conflitos, cobrança, investimentos, saneamento, comunicação, educação e recuperação ambiental”, afirma.

Salvador de todos os santos, de belezas e encantos

Fundada em 1549, pelo Governador-Geral do Brasil, Tomé de Souza, São Salvador, primeiro nome da cidade escolhida para ser a sede do Governo-Geral, Salvador hoje é uma cidade onde a efervescência multicultural e étnica são destaques, assim como as belezas de suas construções históricas e atributos naturais. A preocupação com a preservação da cultura popular, representada pelas comidas típicas baianas como o acarajé, pela capoeira e pelas pitorescas baianas, com suas vestimentas tradicionais, mantendo vivas as origens deste povo alegre e acolhedor.

A Cidade de Salvador é mundialmente reconhecida não só por seu carnaval, mas também por possuir um dos conjuntos urbanísticos arquitetônicos mais ricos do Brasil, com suas ladeiras e centro histórico declarados Patrimônio Cultural da Humanidade. A Capital do estado da Bahia possui o Largo do Pelourinho, tombado pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, como um dos celeiros de cultura, além de Igrejas centenárias – entre elas a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim – e que servem de palco para o encontro de várias religiões e credos, de maneira democrática. Outros pontos turísticos que merecem grande destaque são o Elevador Lacerda, a Praça Castro Alves, Farol da Barra e o Mercado Modelo.

Como destaques naturais, Salvador é dotada de praias de águas límpidas em que os turistas podem usufruir de toda sua beleza. Entre as mais visitadas estão a praias da Barra, Ondina, Jardim de Alah e Itapuã, cantada em prosa e verso pelo poeta filho da boa terra, Jorge Amado. Salvador conta ainda com a lagoa de Itapuã, cercada de dunas e vegetação nativa, que foi transformada em área de preservação ambiental.

Agenda

XVIII Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas (Encob)

Local: Salvador, Bahia, de 03 a 08 de julho de 2016.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br