São João: saiba o que mais pesa no bolso do consumidor e quais as dicas para economizar

Decoração da edição 2016 do São João do Pelourinho, em Salvador. Fogos de artifícios, cerveja e refrigerantes em lata estão na lista de alta carga tributária

Decoração da edição 2016 do São João do Pelourinho, em Salvador. Fogos de artifícios, cerveja e refrigerantes em lata estão na lista de alta carga tributária.

Forró, comidas típicas e muita animação não vão faltar no São João. No entanto, em meio à recessão econômica, os brasileiros devem evitar os excessos na hora de ir às compras e festejar. O advogado tributarista, Gutemberg Barros, explica que o país tem uma das maiores cargas tributárias, fator que reflete na inflação dos produtos.

Produtos típicos da época, de acordo o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), não ficam fora da lista salgada para o bolso do consumidor. Itens como fogos de artifício e quentão podem atingir a casa dos 60% de carga tributária. A cerveja e o refrigerante em lata também não ficam atrás, representando uma média de 50% e 47%, respectivamente.

Especialista no assunto, Gutemberg conta que a elevação do valor do produto acontece, em muitos casos, por conta da necessidade do cliente. “Quanto mais supérfluo, como as bebidas alcóolicas e os fogos de artifício, maior o imposto incidente”, explica o tributarista, ressaltando que as comidas típicas e as vestimentas mais usadas na época, como jeans (38,53%), blusas xadrez (34,67%) e chapéu de palha (33,95%), também têm valores alterados por conta dos impostos.

Gutemberg conta que o processo de industrialização também soma impostos, no caso das bebidas. Em relação aos fogos, a proibição devido ao perigo estimula a alta do tributo. Por conta da crise, a dica é aproveitar a lei da oferta e pesquisar os melhores preços do mercado.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br