Salvador tem primeiro imóvel certificado com IPTU Verde

Evento na sede do sede do Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia deu início ao projeto IPTU Verde.

Evento na sede do sede do Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia deu início ao projeto IPTU Verde.

A sede do Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia (Sinduscon/BA) recebeu, nesta segunda-feira (20/06/216), a oficialização de ser o primeiro empreendimento de Salvador certificado pelo IPTU Verde, categoria Ouro. O IPTU Verde é uma certificação destinada à construção sustentável, baseada em cinco pontos estratégicos que envolvem gestão sustentável das águas, eficiência e alternativas energéticas, projeto sustentável, bonificações e emissões de gases do efeito estufa. Tendo essas iniciativas aplicadas ao empreendimento, o gestor acumula pontos e a soma desses valores é convertida em desconto no IPTU.

Durante o evento, foi lançado o manual de aplicações dos requisitos do IPTU Verde para orientar engenheiros, projetistas e arquitetos acerca das práticas sustentáveis em uma construção. Estas informações podem ser encontradas no site da Prefeitura de Salvador

O IPTU Verde é uma iniciativa da Prefeitura para incentivar empreendimentos imobiliários residenciais, comerciais, mistos ou institucionais. Seu funcionamento é assim: ao somar 50 pontos, o empreendedor ganha 5% de desconto e o imóvel recebe a certificação bronze. Com 70 pontos (ou 7% de desconto), o selo Prata é conferido ao empreendimento. Acumulando 100 pontos (10% de desconto)  é concedido o certificado Ouro. “O objetivo dessa certificação não é apenas garantir a existência de prédios verdes na cidade, mas fomentar um mercado econômico a partir da tecnologia sustentável. Isso vai gerar novos empreendimentos, empregos e postos de trabalho”, explica o secretário da Cidade Sustentável (Secis), André Fraga.

Para secretário da Fazenda de Salvador, Paulo Souto, o IPTU Verde é uma medida avançada, que “cuida de implantar ações de sustentabilidade, não punitivas ou regulatórias, mas que estimula o mercado e contribui para que as pessoas se enquadrem na legislação moderna que Salvador implantou para dar condições de crescimento sustentável à cidade”.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br