Programa de Encadeamento Produtivo beneficia empresas de Feira de Santana

Palestra durante Programa de Encadeamento Produtivo.

Palestra durante Programa de Encadeamento Produtivo.

O Sebrae Feira de Santana deu início, nesta quarta-feira, (15/06/2016), ao Programa de Encadeamento Produtivo Multiâncoras, voltado para o setor industrial. O evento de apresentação das ações do programa aconteceu no auditório do Hotel Acalanto, na mesma cidade, e reuniu cerca de 100 representantes de empresas do segmento, bem como entidades parceiras.

O projeto, promovido e coordenado pelo Sebrae, é executado pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL) /Sistema Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB) com o apoio do Centro das Indústrias de Feira de Santana (CIFS) e a participação do Comitê de Compras do CIFS, formado por 14 empresas, além de cinco âncoras (Pirelli, Nestlé, Tama, Placo e Biscoitos Itália). Tem por objetivo melhorar índices e aprimorar processos dos pequenos negócios que atuam como fornecedores de grandes indústrias, estimulando o desenvolvimento econômico da cidade. Trata-se de uma estratégia de relacionamento cooperativo, de longo prazo e mutuamente atrativo entre grandes companhias e micro e pequenas empresas da sua cadeia de valor.

Proprietário da JJ Inspeções Técnicas, empresa com 35 anos no mercado e que lista grandes companhias como clientes, Renê Barbosa aponta vantagens da iniciativa para quem faz parte da cadeia de valor de uma grande companhia. “Quando estamos dentro de uma empresa como essa, nós somos inseridos em sua expertise. Então, ou você cresce ou você sai do mercado, e crescimento requer competências e conhecimento”. Para o empreendedor, o projeto fornece subsídios para melhorar a prática e gestão das empresas, e “nada melhor do que um projeto como esse para lhe capacitar e melhorar o seu negócio”, completa o empresário.

De acordo com o gestor do projeto da indústria setorial do Sebrae Feira de Santana, Luiz Eduardo Xavier, a ação terá duração de 18 meses, seguindo até dezembro de 2017. O programa conta com 70% de subsídio financeiro do Sebrae. Através do Sebraetec, ferramenta que oportuniza ganhos em inovação e tecnologia, o pequeno negócio tem acesso a consultoria especializada e soluções nas áreas de design, produtividade, propriedade intelectual, qualidade, sustentabilidade e serviços digitais, que irão desenvolver a capacitar.

Para Xavier, o resultado esperado é mutuamente satisfatório. Enquanto as grandes empresas ganham com melhores preços, visibilidade, otimização dos investimentos, flexibilidade e agilidade no fornecimento de produtos e serviços, dentre outros benefícios, os pequenos negócios conquistam crescimento sustentável, destaque no mercado, aprimoramento dos processos, inovação e competitividade.

Segundo a coordenadora do IEL, Tatiane Caribé, por meio desta iniciativa as pequenas empresas participantes terão acesso a mapeamento de demandas, diagnóstico empresarial, plano de ação individual, adequação de requisitos e certificação dos fornecedores, participação em feiras, consultorias e ainda rodadas de negócios, que possibilitam aos pequenos negócios a ampliação de mercado comprador.

Desenvolver a empresa e conquistar novas parcerias são os objetivos da Nolli Cozinhas Industriais. “É uma oportunidade de expandir o negócio aqui na cidade, melhorando os nossos serviços tanto para o nosso comprador como para atingir novos mercados”, destaca Karen Ribeiro, técnica em nutrição da empresa.

“É um ganho, você vai estar preparando mais o seu empreendimento não só para a empresa âncora, como para o mercado em geral. Oportunidade para resolver problemas com apoio técnico, especializado, com baixo custo e de forma compartilhada, através da troca de experiências”, acrescenta André Regis, presidente do CIFS.

Durante o evento também foi realizada a palestra “Se fortaleça perante a crise – Os benefícios do encadeamento produtivo na gestão das pequenas e grandes empresas que trabalham juntas”, do consultor do Sebrae, Marcelo Guerra.

Adesão

Muitas empresas assinaram o termo de adesão e compromisso do programa, mas ainda há vagas disponíveis. Os interessados em obter mais informações sobre o projeto podem entrar em contato com o gestor do projeto no Sebrae, Luiz Eduardo Xavier.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br