Professores fazem brigadeiro para ensinar elementos químicos da tabela periódica

Professores fazem brigadeiro para ensinar elementos químicos da tabela periódica.

Professores fazem brigadeiro para ensinar elementos químicos da tabela periódica.

Uma forma diferente de aprender sobre os elementos químicos e suas fórmulas foi desenvolvida no Colégio Estadual Juiz Jorge Faria – Tempo Integral, em Feira de Santana. Estudantes do 9º ano criaram uma tabela periódica com brigadeiros, distinguindo períodos, grupos e elementos da tabela. A atividade do Colégio Juiz Jorge Faria é interdisciplinar e foi idealizada pelos professores de Ciências e Educação Científica, Flávia Maria Pires e Danilo Souza. A proposta da Educação em Tempo Integral é consolidar um currículo integrado a partir de experiências educativas, científicas, artísticas, culturais e esportivas.

“Tentamos adaptar a atividade à realidade dos alunos usando o conhecimento dos livros didáticos. A proposta da Educação Científica é adequar atividades lúdicas às disciplinas formais com metodologias criativas”, informa o professor Danilo Souza. A professora de Ciência, Flávia Maria, salienta que outros aprendizados estão relacionados à atividade “A gente trabalhou sobre a higienização das mãos e o manuseio de alimentos. Acrescentamos outros assuntos durante a preparação dos brigadeiros para enriquecer a atividade”.

Os alunos aprovaram e saborearam a atividade. “Foi bem legal porque tem a parte da diversão e da aprendizagem. Gosto dessas atividades fora da sala de aula”, destaca a estudante Stacy Silva, 14 anos. A aluna Ana Carolina Feitosa, 14, fala sobre a preparação do brigadeiro. “Fizemos o doce na cozinha da escola. A gente já vai aprendendo desde quando prepara e isso é bom porque a tabela periódica não é fácil de aprender”, ressalta.

Educação Integral

A ampliação da Educação em Tempo Integral é uma realidade no Estado da Bahia. Com o programa Educar para Transformar, o Estado atende, atualmente, 19.676 estudantes. Somando-se à Educação Profissional, este número sobe para 26 mil estudantes que passam maior tempo nas unidades escolares, onde encontram uma formação humana integral. As escolas em Tempo Integral têm uma estrutura diferenciada com novas práticas pedagógicas para que o aluno se sinta mais acolhido na unidade escolar.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br