Portaria do Ministério da Integração Nacional prorroga prazo para renegociação de dívidas rurais

Portaria do Ministério da Integração Nacional prorroga prazo para renegociação de dívidas rurais.

Portaria do Ministério da Integração Nacional prorroga prazo para renegociação de dívidas rurais.

Foi publicada nesta quinta-feira (02/06/2016) no Diário Oficial da União, a Portaria nº 161 do Ministério da Integração Nacional, que prorroga até o dia 31 de julho o prazo para os produtores dos perímetros irrigados administrados pela CODEVASF (Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco) e DNOCS (Departamento Nacional de Obras Contra a Seca) renegociarem suas dívidas.

No início do mês, o deputado estadual Eduardo Salles esteve em audiência com o então ministro da Integração Nacional, Josélio de Andrade Moura, acompanhado do gerente do Projeto Formoso, que fica em Bom Jesus da Lapa, Antônio Márcio Rodrigues, e do presidente da Associação Frutas Oeste, Ady Santos Oliveira. Juntos, eles solicitaram ao ministro a prorrogação desse prazo.

A preocupação do grupo era que, com o final do prazo em 31 de maio, os produtores tivessem seus nomes inseridos no CADIN (Cadastro Informativo de Créditos Não-Quitados do Setor Público Federal). “A inclusão dos nomes dos produtores rurais no CADIN implica em não permitir que os produtores tenham acesso a crédito de investimento e custeio nos agentes financeiros”, explica Eduardo Salles, comemorando a publicação da Portaria.

Medida provisória 707

A Medida provisória 707, já aprovada na Câmara dos Deputados e no Senado, a qual o deputado Eduardo Salles acompanhou de perto e fez sugestões ao Senador presidente da comissão elaboradora Fernando Bezerra, aguarda somente sansão do presidente em exercício, Michel Temer, para que vire lei. A medida prevê mais prazo e autoriza novos descontos para renegociações de dívidas de produtores.

“A Portaria publicada hoje é uma grande vitória, pois evita que os produtores fiquem com o nome sujo até a sanção da nova lei, que deve acontecer até o próximo dia 14”, explica Eduardo Salles. “Essa nova lei permitirá que os produtores parcelem suas dívidas de maneira sustentável”, diz. O deputado também agradeceu o apoio do Deputado Federal de Pernambuco Guilherme Coelho que conversou com o novo ministro Helder Barbalho sobre a importância dessa prorrogação.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br