Mercado de Arte de Feira de Santana tem noite dedicada a cultura

Capa do livro 'A República do Mangue', de autoria de Jorge Magalhães.

Capa do livro ‘A República do Mangue’, de autoria de Jorge Magalhães.

Abrindo espaço às mais variadas manifestações artístico-culturais da região, o Mercado de Arte Popular será palco, nesta sexta-feira, (17/06/2016), de uma vasta programação que dará início às comemorações alusivas ao Sesquicentenário da Sociedade Filarmônica 25 de Março, uma das mais tradicionais instituições baianas do gênero.

A 25 de Março é parte da memória cultural da cidade, historicamente lembrada pelas suas participações antológicas nas saudosas festas de Santana. Nesta noite,  a filarmônica apresentará um repertório repleto de clássicos do cancioneiro popular brasileiro, com destaque aos frevos e dobrados.

A noitada também será marcada pelo lançamento de A República do Mangue, romance de estreia do poeta e jornalista Jorge Magalhães, impresso em Lisboa, editado e distribuído simultaneamente  pela Chiado Editora para o Brasil e países de língua portuguesa.

Ainda no quesito literatura, o público será brindado com relançamentos dos livros “A História do Fluminense de Feira”, de Adilson Simas; “cinema demais”, de Dimas Oliveira; “O Teatro em Feira de Santana”, de Geraldo Lima; “Reminiscências de Feira de Santana” e “Eme Portugal: O Mito Social Feirense”, de José Francisco Brandão; “Feira de Santana: Histórias e Estórias de Feira de Santana”, editado pelo Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana (IHGFS), Escrito a 50 Mãos; e “O Grito das Entranhas”, sétimo dedicado à poesia, de Sandro Penelú, este em lançamento.

Na área do audiovisual, será lançada a coletânea de DVD “Fragmentos da História de Feira de Santana – Volume 8”, incluindo os filmes “Ser Tão”, de José Humberto, a partir de painel de Lênio Braga, no Terminal Rodoviário; “O Rumbeira”, de Antônio Miranda, com Galdino Leite, transcrito do Super 8 que será exibido, “Perfil de Pedro Roberto”, acervo Dimas Oliveira; “Impedimento do Prefeito Francisco Pinto”, do acervo de José Olímpio Mascarenhas, no DVD 15; “ Chuvas de Março”, de Jonhy Guimarães e Volney Menezes; e “II Encontro de Santanopolitanos”, acervo Evandro Oliveira.

As artes plásticas estarão representadas com o lançamento do álbum “Memórias – Pintores de Feira de Santana”, de Carlo Barbosa, com reproduções das telas “Triunfo do Cordeiro”, “Ressurreição do Cordeiro”, “Flagelação de Cristo”, “Romeiros 2”, e “Sem Título”, da segunda fase religiosa do artista feirense, pela Fundação Carlo Barbosa.

A promoção envolve a Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, pelo seu Departamento de Turismo, Fundação Senhor dos Passos (Núcleo de Preservação da Memória Feirense); Chiado Editora (de Portugal); Fundação Carlo Barbosa; Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana (IHGFS); Associação dos Artesãos do Mercado de Arte Popular (Artmap); Blog Demais, Blog Por Simas e site Infocultural.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br