Grupo Vocal MP7 apresenta espetáculo musical ‘A Cor do Canto’

Cartaz anuncia show do Grupo Vocal MP7.

Cartaz anuncia show do Grupo Vocal MP7.

O Grupo Vocal MP7 resolveu ousar. Produzir um espetáculo musical para teatro com qualidade e arte. Escolheu um repertório que inclui desde performances e canções consagradas da sua interpretação no Youtube como o vídeo “Stand by Lepo” com mais de um milhão de acessos, releituras nacionais e internacionais a exemplo de “Rolling in The Deep” da consagrada Adele, Stayin’ Alive do grupo Bee Gess e o rock brasileiro interpretado por “Que País é Esse” de Legião Urbana, além de canções autorais como o Samba da Esperança, de Savio Andrade.

Andrezão Simões assina concepção, roteiro e direção artística. “Escolhemos juntos o conceito A COR DO CANTO. Ele traduz a riqueza de cores que estes artistas e suas vozes nos oferecem. É um desafio pulsante encenar o imaginário da música vocal. Tudo é sentido. Tudo é sentir. Conseguimos um resultado interessante. Eles são muito bons, garanto.” – afirma Andrezão, que acabou de dirigir o comentado e aclamado espetáculo cênico-musical, Duas e Dois.

Um time de primeira foi convocado para a curta temporada, nas três primeiras semanas de julho, no Teatro Eva Herz – Livraria Cultura, no Salvador Shopping, com apresentações aos sábados e domingos. Vavá Botelho, coreógrafo e fundador do Ballet Folclórico da Bahia assina a Direção de Movimento. Gabriel Póvoas, músico antenado, cantor e compositor, além de comandar a produção e direção musical do espetáculo, participa em uma faixa no palco. O figurino será assinado pelo paulista radicado na Bahia, o figurinista, diretor, maquiador e ator, Rino Carvalho. O cenário ficará por conta de Zuarte Jr. E a light designer Fernanda Mascarenhas, construiu a iluminação do espetáculo.

A Carambola Produções assina a realização e produção do musical. Aposta na inovação, talento e leveza do grupo. “Eles conseguem unir diversão, música e competência. São respeitados por muitos grupos vocais do Brasil, pela crítica e por muita gente que curte o gênero”. – revela Milena Leão, diretora da Carambola.

Sávio, Larissa, Ananda, John e Guilherme estão empenhados em convergir seus talentos, que vão da academia ao popular. Do lírico ao pop. Do complexo ao simples. Prometem emocionar, cantando, movimentando, construindo cenas e experiências musicais intensas. “Sentimos essa necessidade de fazer um espetáculo integral, que mostrasse muitas das nossas possibilidades. Estamos prontos e ensaiando muito. Estão tirando o nosso couro!” – brinca Sávio, um dos integrantes, que acabou de participar do musical de “ Ivan Lins em Cena”, em São Paulo.

MP7: viral nas redes sociais

O grupo vocal MP7, formado em 2012, já foi premiado no concurso cultural ‘Grupos Vocais Novos’ do Festival Brasil Vocal, do Centro Cultural Banco do Brasil, e cantou com artistas internacionalmente reconhecidos, como Daniela Mercury, Carlinhos Brown e Danilo Caymmi, além de ter participado do trio Eco Axé, no carnaval de Salvador, com a cantora Carla Cristina. O grupo também faz muito sucesso nas redes sociais. O vídeo “Stand by

Lepo”, paródia do grupo da música “stand by me” e “lepo lepo”, obteve mais de 1 milhão de visualizações no Youtube e, recentemente, outra paródia feita pelo grupo também se tornou hit nas redes.

O “Vídeo melódico”, como foi chamado, já se tornou um viral, com quase 1 milhão de pessoas alcançadas e 4 mil compartilhamentos no facebook. O vídeo, baseado no “Arrocha do Falsete”, de Eliel Gatti Robles, do Timbu Fun, incorpora, em meio à paródia, uma obra-prima do compositor Heitor Villa-Lobos, a ária das Bachianas Brasileiras nº 5. O “Arrocha do Falsete” também foi feito como uma paródia do vídeo da MC Melody, com uma amiga “top no falsete”.

Com composições autorais e arranjos vocais criativos, o MP7 tem influência de grupos consagrados da música vocal mundial como Take 6 e The Real Group, e também de grupos vocais pop como o Pentatonix, além de grupos nacionais como a Banda de Boca e o BR-6. O grupo também tem influência do pop e do rock mundial e da música popular brasileira.

Ananda Andrade

Natural de Vitória da Conquista-BA e radicada em Salvador, Ananda é soprano, graduada em canto pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Iniciou sua carreira musical aos 14 anos de idade cantando com o grupo de choro Brincando de Cordas, com o qual foi contemplada pelo edital Segundas Musicais, promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), com um show no Teatro Castro Alves em Salvador. Integrou o Madrigal da UFBA de 2012 a 2014, sob regência do maestro José Mauricio Brandão. Participou de diversos concertos, muitos deles destinados à música contemporânea, a exemplo do “Já”, promovido pelo Camará Ensemble em 2013, sob regência do maestro Jack Fortner, e o espetáculo “Sertania”, do compositor Ernst Widmer, que solou junto à Orquestra Sinfônica da Bahia em 2012 e em 2013, sob regência do maestro Carlos Prazeres.

Guilherme Hubner

Gaúcho criado na Bahia, é regente, graduado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), possui mestrado e é doutorando em regência, também pela UFBA. Tem atuado como regente e diretor de diversos grupos musicais, instrumentais e vocais. Participou como solista em diversos concertos sinfônicos, óperas e espetáculos. Em 2012, atuou como maestro interno da ópera Carmen (Bizet) realizada no Teatro Castro Alves, em Salvador.

John Gallegos

Músico, compositor, professor particular, cantor, guitarrista e produtor musical. De origem Equatoriana, radicado em Salvador, graduado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em Música Popular, possui fortes influências da música afro americana de Nova Orleans onde, em 2001, obteve seu mestrado em marketing musical. Em 2005, cantou no coral de música Gospel da Louisiana State University. Em 2011, já no Brasil, fez a abertura do show da banda Nação Zumbi. Em 2013, participou do 4º Festival da Primavera com sua banda Rock n’ Rumba. No mesmo ano, gravou o single “Vendaval”, com participação do MP7.

Larissa Lacerda

Arranjadora e única beatboxer feminina que se tem notícia (o termo beatbox refere-se a percussão vocal do hip-hop e consiste na reprodução de sons de bateria com a voz, boca e nariz), é cantora lírica formada pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), estuda música desde os sete anos de idade e começou a cantar em coros aos 13.  Em 2012, participou como solista na ¨Ópera de Carnaval¨ de Daniela Mercury, tendo realizado dueto com Edson Cordeiro. Em 2014, atuou como cantora lírica nas aberturas dos shows “Sarau do Brown” e “Baile do Amor”, ambos de Carlinhos Brown, além de ter realizado turnê em coros internacionais, sob a regência do maestro Helmuthrilling. Em 2015, cantou como solista convidada na abertura da temporada da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba).

Savio Andrade

Baiano radicado em São Paulo é cantor, compositor, ator e poeta. Constrói sua musicalidade de forma crescente, tendo sua primeira apresentação na Bahia em 1997, quando abre o show de Orlando Morais. A partir de 2004, passa a produzir e co-dirigir seus shows, em carreira solo, aprofundando-se na Música Popular Brasileira e integra o Coronlaine, show choir baiano regido por Cícero Alves Filho. Atua, ainda, em teatro musical, tendo participado do espetáculo “Ivan Lins em Cena” e, atualmente, está em cartaz no musical “Beatles Num Céu de Diamantes”, da dupla Möeller e Botelho, no Teatro Folha, em São Paulo. Em janeiro de 2016, lançou o primeiro EP de sua carreira, “Prólogo”.

Agenda

Quando? De 01 a 16 de Julho de 2016, Sextas e sábados, às 20h.

Onde? Teatro Eva Herz | Salvador Shopping.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br