Forprof define ações para elaboração de plano estratégico para formação de professores na Bahia

Fórum Estadual Permanente de Apoio à Formação Docente do Estado da Bahia debate plano estratégico para formação de professores na Bahia.

Fórum Estadual Permanente de Apoio à Formação Docente do Estado da Bahia debate plano estratégico para formação de professores na Bahia.

Após a discussão sobre o decreto nº 8.752 de 09 de maio de 2016, que dispõe sobre a Política Nacional de Formação de Profissionais da Educação Básica, os membros do Fórum Estadual Permanente de Apoio à Formação Docente do Estado da Bahia (Forprof – Ba), agora irão se debruçar sobre as metas prioritárias dos Planos Nacional e Estadual de Educação. Em reunião realizada na terça-feira (14/06/2016), o Fórum definiu, também, a criação de grupos de trabalho para as temáticas abordadas nas metas estabelecida dos planos. O encontro, realizado na reitoria da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), em Cruz das Almas, contou com representantes do Instituto Anísio Teixeira (IAT), das Instituições Públicas de Ensino Superior (IES) e demais membros do Forprof-Ba.

O diretor-geral do Instituto Anísio Teixeira (IAT), que presidiu a reunião do Forprof, afirmou que é preciso afinco de todos para que as metas sejam cumpridas, garantindo a melhoria na qualidade da educação. Severiano Alves destacou como sendo as mais importantes, as metas que dispõem sobre a universalização da educação infantil e a educação integral. “A educação integral já era a principal proposta de Anísio Teixeira, que para mim, é a matriz da educação brasileira. Precisamos ampliar esta oferta, que hoje no Brasil, ainda é muito tímida”, frisou Severiano.

Iniciação Docente

Além do debate sobre o decreto nº8.752, o encontro do Forprof trouxe, na pauta, a revogação da Portaria nº046 do Ministério da Educação (MEC) que previa alterações no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid). “Esta foi uma preocupação levantada na reunião anterior, mas que agora podemos comemorar a revogação desta portaria que iria prejudicar cerca de 50 mil estudantes e professores de todo o Brasil”, comentou Severiano Alves que levou o pleito do Fórum dos Coordenadores Institucionais do Pibid (ForPibid) pela revogação ao presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento dos Profissionais de Ensino Superior (Capes), do Ministério da Educação, Abílio Baeta Neves. A revogação da portaria nº046 foi publicada nesta quarta-feira (15/06), no Diário Oficial da União.

Para a presidente do ForPibid, Alessandra Assis, a portaria nº046 representava um retrocesso ao desenvolvimento da política de formação de professores. “O Pibid se consolidou como um programa de formação inicial que estimulou e deu apoio a estudantes de licenciatura a conhecerem a realidade da educação básica, num contato diário com as escolas. E esta aproximação dos estudantes com a escola pública estava em risco com a portaria. Esta revogação é uma vitória para a política de formação de professores”, comemorou a presidente, que também participou do encontro em Cruz das Almas.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br