Feira de Santana cria Comitê de Políticas Sustentáveis

Documento foi assinado pelo prefeito José Ronaldo.

Documento foi assinado pelo prefeito José Ronaldo.

Feira de Santana sai na frente em relação a outros municípios do país com a criação do Comitê Municipal de Políticas Sustentáveis. O documento que o institui foi assinado pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho, na manhã desta sexta-feira, (03/06/2016), durante a abertura do 2º Seminário de Meio Ambiente, no Teatro Municipal Margarida Ribeiro.

O Comitê será integrado por representantes do poder público municipal e da sociedade civil e será coordenado pelas secretarias municipais de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semmam), Desenvolvimento Urbano e de Relações Interinstitucionais, com a presidência da Semmam.

Entre as atribuições do Comitê estão o de elaborar o Plano Municipal de Desenvolvimento Sustentável, conforme os princípios da Organização das Nações Unidas (ONU); acompanhar e monitorar a implementação e o desenvolvimento da Politica Municipal de Desenvolvimento Sustentável; apoiar ações que visem tornar Feira de Santana numa cidade sustentável; organizar encontros para avaliar e reformular as ações para a consolidação da Politica Municipal de Desenvolvimento Sustentável.

“A criação do Comitê Municipal de Politicas Sustentáveis demonstra que a Prefeitura de Feira de Santana tem dado uma atenção especial para as questões ambientais, sobretudo, com o proposito de torná-la uma cidade sustentável”, afirmou o secretário de Meio Ambiente, Maurício Carvalho.

O secretário destaca alguns pontos do documento que dão sinais de que a Prefeitura está investindo em planejamento, a exemplo do IPTU Verde, que estimula a responsabilidade ambiental, a elaboração do Plano de Gestão Integrada de Resíduos e a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana – um dos componentes para uma cidade sustentável.

“A partir da criação desse comitê, o Município cria um fórum de debate permanente e de encaminhamento de ações, que vai envolver o Estado e a União. Este é um grande exemplo de cidadania e democracia”, salienta Maurício Carvalho.

De acordo com o coordenador de Programa Permanente Ecobairro, Paulo Santos, é o Comitê de Políticas Sustentáveis que reúne a sociedade civil e os órgãos públicos. “Feira de Santana dar exemplo de como trazer a realidade planetária para o agente público local. O modelo de cidade sustentável inclui um novo formato na democracia. A democracia representativa e mais a participativa vão consolidar uma democracia deliberativa”, pontua.

A abertura do 2º Seminário de Meio Ambiente também contou com as presenças dos secretários municipais de Comunicação, Valdomiro Silva, e de Relações Interinstitucionais, Sergio Carneiro.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br