Feira de Santana: 1º Seminário de Saneamento Ambiental reuniu estudantes e profissionais

Seminário de Gestão Ambiental ocorreu em Feira de Santana.

Seminário de Gestão Ambiental ocorreu em Feira de Santana.

Debater o saneamento e a questão dos impactos ambientais foi o objetivo do 1º Seminário de Saneamento Ambiental, realizado na manhã de hoje (15/06/2016) no Centro de Cultura Maestro Miro, em Feira de Santana. A atividade foi promovida pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado este mês.

O evento contou com duas  palestras. A primeira delas, proferida pelos membros da Empresa Júnior Renova Ambiental, ligada à Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), teve o tema “Meio Ambiente e Impactos Ambientais”. Os palestrantes abordaram, entre outros assuntos, o consumismo e suas consequências para o meio ambiente. Eles também ensinaram hábitos cotidianos que podem ser modificados para diminuir os impactos ambientais.

A segunda palestra, com o tema “Saneamento Ambiental”, foi proferida pelo engenheiro ambiental Aridson França, colaborador da Embasa e professor da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC). Aridson abordou assuntos como a importância do uso racional da água e da correta destinação do esgoto doméstico, além de explicar qual o papel da Embasa nesse processo. O engenheiro também lembrou que o uso de fossas que não atendam às normas técnicas e exigências legais podem comprometer o solo e as águas do lençol freático.

Para a assistente social da Embasa, Cindy Liana Silva, o evento foi proveitoso. “Nossa intenção foi levar conhecimento e informação, especialmente quanto ao uso correto da água e a adequada utilização do sistema de esgotamento sanitário, ações que muito contribuem para a preservação do meio  ambiente”, avaliou.

Água e esgoto

O gerente da divisão de esgotamento sanitário da Embasa, Antônio Carlos Oliveira, lembrou da importância da participação da população na preservação dos recursos hídricos. “As pessoas recebem água tratada em suas casas e, depois de utilizada, ela é descartada no sistema de esgotamento sanitário. A Embasa, evidentemente, está inserida neste processo, sendo responsável pelo tratamento e fornecimento da água, bem como pela coleta, transporte e tratamento do esgoto, mas a participação do usuário é fundamental neste processo. Quando a população faz o uso racional da água e se preocupa com a destinação correta do esgoto, isso tem um impacto importante na preservação dos nossos rios e do meio ambiente de forma geral”, declarou. Antonio informou que Feira de Santana já conta com cerca de 60% de cobertura de rede de esgoto. “Esse índice nos coloca à frente de capitais como Fortaleza e Recife, mas ainda precisamos avançar. Estamos finalizando obras de complementação e ampliação do sistema e, até o final do ano,  a perspectiva é alcançar um índice em torno de 65%”, informou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br