Emenda ao PDDU de Salvador objetiva criação da ‘APA Municipal da Pedra de Xangô’

Vista aérea da região da Fazenda Grande 15, em Salvador.

Vista aérea da região da Fazenda Grande 15, em Salvador.

Emenda ao PDDU cria primeira APA Municipal de Salvador o relator do novo PDDU (PL 396/2015), Leo Prates (DEM), afirma que em seu relatório foi inclusa a Emenda 111; que criou a primeira Área de Proteção Ambiental (APA) Municipal de Salvador. Antes, todas as APAS eram estabelecidas pelas esferas de governos Federal e Estadual.

“Está localizada no Limite Sul da APA Joanes-Ipitanga; por isso a importância. Pois com essa APA segue a preservação em Salvador na continuidade deste limite. A APA Municipal Abriga remanescente do Bioma Mata Atlântica; matas ciliares; pequenos riachos; pântanos e afluentes; presentes em grotões e vales na nova APA”, afirma Prates. Chama-se, segundo o parlamentar, ‘APA Municipal da Pedra de Xangô’.  Trata-se (A Pedra de Xangô) de um local dentro da referida APA com um forte simbolismo religioso para o Candomblé.

A APA está localizada em bairros como Cajazeiras X, Fazenda Grande, Boca da Mata e a Estrada velha do Aeroporto.

“È importante hoje, no Dia Mundial do Meio-Ambiente; ressaltar a importância da criação desta APA para a preservação ambiental em Salvador”, frisou Prates.

O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado todo dia 5 de junho de cada ano. Esta data foi estabelecida pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 15 de dezembro de 1972, durante a Conferência de Estocolmo, que tratou do tema Ambiente. Foi durante esta conferência que foi aprovada também o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br