Dicas para condução segura

Ao planejar uma viagem com uso de carro ou moto, primeira providência é revisar o veículo.

Ao planejar uma viagem com uso de carro ou moto, primeira providência é revisar o veículo.

Para condução segura de um veículo durante uma viagem, a primeira providência é agendar uma revisão do carro ou moto. Faça um check-list e certifique-se que itens importantes serão verificados: nível do óleo e lubrificantes, filtro do ar e do combustível, sistema de freios, arrefecimento, calibragem dos pneus, suspensão, bateria, palhetas, luzes do painel, lâmpadas e itens de emergência (triângulo, chave de roda, macaco, estepe, extintor).

Respeitar os limites

Quando o assunto é condução segura, três limites precisam ser priorizados:

Seu próprio limite – O autoconhecimento é fundamental para entender como está sua condição física (cansaço, sonolência, etc.), sua condição mental (principalmente em relação ao stress e situações de preocupação) e sua habilidade em pilotar ou dirigir (não realize manobras para as quais você não está preparado).

O limite do veículo – saiba qual a capacidade de frenagem e de aceleração, de esterçamento e, no caso das motocicletas, da inclinação em curvas.

Limites impostos pelo ambiente – Condições climáticas (a chuva, neblina, etc), as condições da via (mão dupla ou simples, buracos, ondulações, pouco ou muito tráfego) e, por fim, a legislação de trânsito (paradas obrigatórias, limites de velocidade, pontos de ultrapassagem) alteram a forma de dirigir. Atente-se para esses itens.

Ponto Cego

Todo veículo possui o chamado ponto cego. A coluna do carro pode “esconder” uma motocicleta, por exemplo, as laterais direita e esquerda também camuflam objetos que saem do ângulo de visão dos espelhos retrovisores. Lembre-se, antes de qualquer conversão, utilize os espelhos retrovisores e olhe rapidamente sobre o ombro. Isso aumentará seu campo de visão e diminuirá o ponto cego.

Distância de Seguimento ou Segurança

Em velocidade abaixo de 50 km/h fique a uma distância onde você possa observar os pneus traseiros do veículo da frente. Este espaço é suficiente para uma manobra evasiva. Acima de 50 km/h procure estabelecer uma distância de 3 segundos. Marque um ponto fixo (uma ponte, um poste, etc.), assim que o veículo da frente passar, conte até 3 segundos é quando seu veículo deverá passar pelo ponto de referência. Evidentemente que nem sempre isto será possível, por exemplo, em momentos de intenso tráfego. Nestas horas, redobre a atenção.

Ver e Ser Visto

É de sua responsabilidade garantir a sua visibilidade. Procure ver tudo o que passa ao seu redor, identifique situações de risco potencial. Fique atento a essas dicas: olhe além do veículo que está a sua frente; tenha atenção à pavimentação, buracos, sombras, animais, pedestres e outros veículos; certifique-se que você está sendo visto; atenção aos espelhos retrovisores, pois eles antecipam o movimento de veículos que se aproximam. Ver e Ser Visto no trânsito é fundamental para sua segurança.

Ultrapassagens

Elas devem ser feitas com a maior segurança e, evidentemente, somente em locais permitidos. O modo mais fácil, seguro e rápido de realizar uma ultrapassagem passa por estas dicas: mantenha uma distância do veículo à sua frente para melhor visualização do tráfego no sentido contrário e para pegar “embalo”. Quando possível, e em local permitido, comece a ultrapassagem indicando com a seta. Faça a ultrapassagem com precisão, tenha atenção ao deslocamento de ar, principalmente em veículos de grande porte (caminhões e ônibus) e, assim que a ultrapassagem for realizada e com um espaço de segurança, sinalize o retorno à sua faixa de rolamento. Deixe a esquerda livre para os veículos com maior velocidade. Em relação aos veículos maiores (caminhões e ônibus) lembre-se que eles possuem um ponto cego maior e que você precisará de mais espaço para realizar a manobra.

Cruzamentos

Em estradas ou nas cidades, esses são os locais com maiores índices de acidentes. Portanto, ao se aproximar de um cruzamento, diminua a velocidade mesmo estando na preferencial (dê uma conferida nos espelhos retrovisores se tem algum veículo colado); se tiver necessidade, utilize a buzina, mas não confie somente nela. Redobre a atenção. Se for fazer alguma conversão, utilize a seta, ela é fundamental para os demais condutores saberem de sua intenção e é obrigatória.

Distrações

Segundo as estatísticas mais recentes em vários países do mundo, as distrações já são as principais causadoras de acidentes (graves ou não). Portanto, cuidado com as comidas e bebidas, pegar coisas em bolsas e mochilas e é claro, a utilização dos aparelhos celulares e smartphones. Caso seja necessário atender uma chamada, responder uma mensagem ou procurar o endereço de onde quer chegar, encoste o carro e faça com tranquilidade. Procure manter sempre sua atenção ao trânsito.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br