Coluna de Antônio José Larangeira de 13 de junho de 2016

Ana Libia e Gledson Santana ao de lado Silvio Pedra.

Ana Libia e Gledson Santana ao de lado Silvio Pedra.

Antonio Carlos Coelho e Rafael Cordeiro, socialmente.

Antonio Carlos Coelho e Rafael Cordeiro, socialmente.

O arquiteto de expressão Luis Humberto Carvalho.

O arquiteto de expressão Luis Humberto Carvalho.

Concorre ao selo

Feira de Santana está entre os dez municípios da Bahia e o único de grande porte que continua concorrendo o Selo Unicef 2013/2016. A honraria é dada apenas para as cidades que promovem e realizam ações voltadas para a garantia dos direitos de crianças e adolescentes. Uma reunião preparatória na manhã de quinta-feira, no Salão de Reuniões do Paço Municipal Maria Quitéria, definiu detalhes para o 2° Fórum Comunitário Selo Unicef, que será realizado no dia 12 de julho. Nesse dia, representantes do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) estarão na cidade para conhecer o trabalho que é desenvolvido pela Prefeitura Municipal em atenção à criança e ao adolescente. Esse é um trabalho integrado das secretarias de Desenvolvimento Social, Cultura, Esporte e Lazer, Prevenção à Violência, Saúde e Comunicação Social. Várias etapas já foram realizadas, incluindo fóruns comunitários e a criação do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (Nuca). No dia (12/06/2016), em local ainda a ser definido, as secretarias participantes montarão estandes com as ações desenvolvidas.

Musica

O grupo Santini & Trio representará Feira de Santana no XXI Festival de Música Instrumental da Bahia, amanhã, às 20h, no Teatro Castro Alves, em Salvador. O projeto de música instrumental e autoral apresentará o primeiro trabalho em estúdio do grupo, intitulado “Fazendo Arte”. Liderados por Rony Santini, a jazz band já prepara o próximo trabalho, com maturidade e muita versatilidade, influenciado pela música brasileira e o jazz, com o objetivo de tornar a música instrumental cada vez mais acessível e apreciável.  A classificação do Santini & Trio para o Festival mostra que o cenário da música instrumental em Feira vem se destacando com força. São músicos e projetos atuando com liberdade de expressão diante de um universo de possibilidades de improvisação, técnica e harmonia. O grupo feirense de jazz é formado por Rony Santini (guitarra acústica); Flaviano Galo (bateria); Anderson Silva (contrabaixo); Rogério Ferrer (piano e acordeom) e com participação do trompetista Darlam Queiroz.

Skatismo

O “Go Skateboarding Day’ (GSD) é um feriado oficial anual concebido pela Associação Internacional de Empresas de Skate (Iasc) para promover o skate. Ele geralmente é marcado em 21 de junho , mas em função das festividades de São João acontecerá em Feira de Santana no próximo dia 19. O evento é organizado pelo “Movimento Queremos Outra Pista” e terá a presença de vários skatistas profissionais e amadores da cidade, com o intuído de fortalecer ainda mais a prática do esporte. A saída está prevista para as 14h onde acontecerá uma caminhada pela cidade e logo depois sorteio de brindes, apresentação de bandas ao vivo e muito mais. O feriado foi concebido em 2004 pela Associação Internacional de Skate Companies (IASC) para ajudar a tornar o skate mais acessível para o mundo através de vários eventos realizados nas principais cidades ao redor do mundo. Em 2006, mais de 350 eventos tiveram lugar em 32 países ao redor do mundo, e, no ano seguinte, o Iasc recebeu reconhecimento especial do Congresso dos EUA e da congressista Loretta Sanchez pelo seu trabalho em promover o esporte de skate.

Paradas

Os trabalhadores em serviços auxiliares do Poder Judiciário da Bahia decidiram, em assembleia na quinta-feira , paralisar as atividades todas as quartas-feiras, a partir da semana que vem. Eles cobram ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) o reajuste linear dos servidores – a reposição da inflação, de 10,67% – o pagamento de gratificações e de passivos dos servidores. De acordo com informações do Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Poder Judiciário (Sintaj), que tem cerca de 3,5 mil servidores na base, apenas serviços de urgência, como liminares e serviços relacionados à saúde, serão mantidos. Todos os outros serviços prestados pelos trabalhadores ficam suspensos, o que envolve emissão de alvarás, movimentação de processos e até audiências.

Sobre o autor

Antonio José Larangeira
Antonio José Larangeira nasceu em 11 de janeiro de 1945, é natural de Santo Amaro da Purificação (BA), é formado em Administração, pela Faculdade Anísio Teixeira (FAT). Atua como jornalista profissional, com registro nº 514 (SINJORBA/FENAJ) e publica coluna diária nos jornais Grande Bahia, Pátria Latina e Tribuna da Bahia. E-mail: ajlarangeira2@hotmail.com.