Atividade física é importante aliada no combate ao fumo

Atividade física é aliada no combate ao fumo.

Atividade física é aliada no combate ao fumo.

Na terça-feira (31/05/2016), é o Dia Mundial sem Tabaco e, é importante lembrar, que todo ano, cerca de 5 milhões de pessoas morrem vítimas de alguma doença causada pelo cigarro. Os dados são da Organização Mundial da Saúde, que ainda estima que esse número aumente para 8 milhões em duas décadas. No Brasil, 11% das mortes são atribuídas ao tabaco, de acordo informações divulgadas pelo INCA – Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. O índice de fumantes é maior entre os homens (12,8%), entre as mulheres o percentual é de 9%. No consultório do pneumologista dr. Jorge Benevides, do Hapvida, a realidade é inversa. “A maior incidência é de mulheres, com idade entre 20 e 50 anos, mas a maioria revela estar arrependida por ter iniciado o vício, o que é um bom começo”, analisa.

Para quem está determinado a largar o vício e cuidar da saúde a prática regular de atividade física é uma importante aliada. Como? Em primeiro lugar diminuindo o tempo hábil que o fumante poderia está fazendo o uso do cigarro, diminuindo a ansiedade, melhorando o aspeto físico nas questões metabólicas e estéticas, elevando a autoestima e desintoxicando o organismo a ponto do mesmo largar o hábito, afirma Luciano Junior, educador físico e coordenador da unidade Barra, da Rede de Academias Alpha Fitness. Segundo Luciano, isso se explica porque durante a prática de exercício a principal substância liberada pelo organismo é a endorfina, responsável por provocar a sensação de bem estar. Além disso, outras substâncias como a serotonina e a dopamina são liberadas auxiliando na redução do estresse e da ansiedade provocados pela abstinência ao fumo. “O resultado, é claro, não vem da noite pro dia, é preciso ser persistente e focado no objetivo”, diz.

O pneumologista dr. Jorge Benevides reforça sobre os benefícios da atividade física, lembrando ainda que, ao perceber a falta de condicionamento físico causada pelo tabaco, o indivíduo tende a tomar consciência sobre a necessidade de largar o vício. No entanto, ele lembra que alguns cuidados devem ser tomados. “O novo atleta deve sempre se consultar com um médico para a realizacão de alguns exames para saber sobre o seu estado de saúde e se está apto a praticar determinados exercícios”, finaliza.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br