Verdades sobre o Goji Berry: o que de fato este fruto pode fazer pela sua forma e sua saúde

Goji Berry é considerado um alimento único pois além do alto valor proteico – de até 15% -  possui cálcio, magnésio, selênio, ferro e vitamina C em quantidades muito superior à de frutas nacionais.

Goji Berry é considerado um alimento único pois além do alto valor proteico – de até 15% – possui cálcio, magnésio, selênio, ferro e vitamina C em quantidades muito superior à de frutas nacionais.

Originária do Tibet e muito usada em culturas milenares como a China, o Goji Berry (Lycium barbarum) – tem se popularizado massivamente em regiões como Europa e Estados Unidos nos últimos anos graças ao seus possíveis efeitos sobre a saúde. Já bastante conhecida por aqui, o seu consumido tem sido associado principalmente ao emagrecimento, e amplamente explorado como mais um superalimento capaz de revolucionar a dieta. Porém, dentre os diversos benefícios associados ao consumo de Goji Berry, quais de fato refletem suas propriedades e características nutricionais?

Características únicas

Um dos fatores que mais chamaram a atenção para o fruto é seu alto valor nutritivo, de acordo com a nutricionista Sinara Menezes da Nature Center – especializada em suplementos naturais “O Goji Berry é considerado um alimento único pois além do alto valor proteico – de até 15% –  possui cálcio, magnésio, selênio, ferro e vitamina C em quantidades muito superior à de frutas nacionais. Também é uma fonte muito rica de antioxidantes, e provê quantidades consideráveis de diversas vitaminas essenciais para saúde.”

A fama de superalimente não foi atribuída à toa: para se ter uma ideia, uma única colher de Goji Berry é capaz de oferecer muito mais vitamina C do que um copo de suco de laranja, Da mesma forma, possui muito mais betacaroteno do que a cenoura, o que significa que pode ser mais eficaz na hora de garantir a saúde da pele e aquele belo bronzeado.

Mas, o fato que realmente chama atenção é sua alta concentração de beta-sitosterol, mais do que o abacate. O que essa substancia faz? É capaz de favorecer a saúde cardíaca graças à sua capacidade de regular o colesterol, reduzindo os níveis do colesterol ruim (LDL) e aumentando o colesterol bom (HDL). Também está associado à prevenção de diversas doenças crônicas graças ao fortalecimento do sistema imunológico. E o mais interessante: “esse fitoesterol está relacionado ao controle do cortisol, hormônio responsável, entre outras coisas, pelo ganho de peso e acúmulo de gorduras no abdômen.” – explica a nutricionista.

Ainda podemos citar outros nutrientes extremamente benéficos à saúde presentes no fruto, como os flavonoides – antioxidantes responsáveis pelo combate aos radicais livres e o envelhecimento precoce e dezenas de aminoácidos essenciais: indispensáveis para a construção celular e de tecidos, além de contar com a presença da luteína e zeaxantina, capazes de proteger a saúde ocular. Tantos nutrientes atribuíram ao Goji Berry diversos adjetivos, porém o maior apelo está ligado à questão do peso. Este fruto pode de fato, beneficiar o emagrecimento?

Ajuda a emagrecer? A palavra da nutricionista

De acordo com a profissional, nenhum alimento isolado é capaz de fazer milagres. Porém a inclusão de Goji Berry em uma dieta equilibrada, pode favorecer a perda de gordura, graças ao favorecimento de processos metabolismos, da oxidação das gorduras e do controle do colesterol. “Este fruto é uma das mais concentradas fontes de vitamina C, e estudos indicam que pessoas com uma dieta rica desse nutriente têm a capacidade de queima de gordura até 30% maior em comparação aos que apresentam deficiência dessa vitamina. Além disso, a presença do beta-sitosterol favorece a manutenção do peso de duas formas: primeiro ao inibir a produção de cortisol, responsável pelo acúmulo de gordura visceral, e depois, por consequência, o organismo é capaz de aumentar a produção do GH – hormônio do crescimento, que também beneficia a lipólise (queima de gordura) e a manutenção da massa muscular.

Porém, sozinho o Goji não faz milagres – uma dieta equilibrada e a prática de exercícios físicos é fundamental “O Goji Berry é uma excelente suplementação para aqueles que buscam perder peso ou complementar o aporte de vitaminas, porém é indispensável que seu consumo esteja associado à uma rotina saudável.” – explica Sinara.

Então, como se explica tamanho sucesso? De acordo com a nutricionista, as propriedades do fruto e seus benefícios à saúde tem respaldo científico e, se incluídos num plano nutricional adequado, podem de fato ser um superalimento. A melhora do humor, sensação de bem estar e da disposição são os principais benefícios “As características funcionais do alimento podem favorecer a mudança de estilo de vida e, indiretamente, aumentar a disposição para cuidar da saúde e da alimentação.” Além disso, o grande interesse da comunidade médica e científica evidencia o grande potencial funcional desse alimento.

Evidências científicas

Dentre os inúmeros experimentos realizados nos últimos anos, em vista do crescente consumo, os que mais se destacam são aqueles realizados em seres humanos. Especialmente na última década, muitos deles buscaram comprovar a veracidade de informações amplamente difundidas na mídia. Até o momento, esses estudos corroboram as seguintes afirmações:

O consumo de Goji Berry promove o bem estar: dois estudos norte-americanos distintos, realizados em 2009 e 2013 comprovaram a melhoria de aspectos comportamentais e imunológicos dos pacientes submetidos aos testes. Em ambos os casos, a suplementação à base de Goji Berry foi administrada em paciente idosos e comparada ao grupo que fazia uso de placebo. Através dos testes randomizados foi possível constatar que o fruto é capaz de combater sintomas decorrentes do stress, como fraqueza e fadiga, além de melhorar a acuidade mental.

A suplementação melhora a resposta imunológica: outro estudo avaliou os resultados do uso da suplementação de Goji em 150 idosos chineses. Após 3 meses constatou-se que os idosos que fizeram uso do suplemento apresentaram melhor resposta imunológica ao serem submetidos à vacinação contra o vírus influenza (gripe). Observou-se, entre outras coisas, um aumento nos níveis de produção de anticorpos (IgG) em comparação com o grupo de controle, demonstrando que o uso do fruto pode influenciar positivamente na resposta imunológica de pacientes com a imunidade comprometida.

Combate problemas degenerativos da visão: este mesmo estudo constatou que a zeaxantina, substância presente no Goji e associada ao tratamento de determinados problemas de visão, pode minimizar ou até mesmo prevenir a degeneração da mácula (pequena área da retina). Os idosos que fizeram uso da suplementação de Goji apresentaram entre 26% e 57% de aumento nos níveis de antioxidantes e zeaxantina, ao contrário daqueles que fizeram uso do placebo, que além de apresentaram alterações negativas na mácula, não tiveram nenhuma alteração nos níveis dessa substancia no organismo.

O uso do fruto pode ajudar no emagrecimento: Um breve estudo norte americano feito em 2011 avaliou o uso da suplementação de Goji Berry e seus efeitos sob o peso: dois grupos foram submetidos ao uso de doses diárias de suplementação do fruto em forma de suco ou de placebo. Ao fim de 14 dias, constatou-se que aqueles que ingeriram Goji Berry reduziram até 5,5 cm da circunferência da cintura, enquanto os que fizeram o uso do placebo não obtiveram os mesmos resultados. Apesar do curto período de testes e de não se considerar outras medidas importante como IMC e percentual de gordura, o estudo evidenciou os efeitos do fruto gasto calórico em repouso e pós-prandial (após as refeições), sugerindo que a suplementação propiciou a redução de medidas graças ao seu efeito metabólico.

Como incluir na dieta

Alguns cuidados devem ser tomados ao incluí-lo na alimentação. De acordo com a nutricionista o mais importante é que o alimento seja um complemento à dieta, pois isoladamente, não surtirá os efeitos desejados “Não adianta se entupir de doces ou alimentos gordurosos e acreditar que o Goji Berry vai dar conta do recado. Ele é de fato um superalimento, mas a alimentação balanceada é fundamental para os benefícios sejam conquistados.”

A oferta do produto in natura ainda é escassa no país, mas é possível encontrá-lo nas mais diversas formas: “O uso do fruto desidratado é o mais recomendado devido ao seu maior valor nutritivo, pode facilmente ser incluído no preparo de sucos, nas saladas, juntamente com iogurte ou frutas ou até mesmo ser consumido puro. Uma colher por dia já é o suficiente para o aporte nutricional adequado. Mas também é possível encontrar o Goji em cápsulas e na forma de suplementos instantâneos para preparo de bebidas. Uma dica valiosa é dar preferência pelo fruto sem açúcar, independente da forma escolhida.”

É importante salientar que nem todos podem fazer uso do Goji pois suas propriedades podem reduzir o efeito de alguns medicamentos: pessoas que fazem uso de remédios para controle de pressão ou diabetes, por exemplo, devem evitá-lo. Por isso, independente da condição de saúde, é indispensável consultar um nutricionista: somente ele será capaz de adequar a dieta de forma segura e prescrever suplementos conforme o necessário.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br