Sobre saúde pública de Feira de Santana, deputado José de Arimateia defende construção de hospital municipal, fiscalização e novos debates

Deputado José de Arimateia é entrevistado por Carlos Augusto. Entrevista aborda estrutura de saúde pública de Feira de Santana.

Deputado José de Arimateia é entrevistado por Carlos Augusto. Entrevista aborda estrutura de saúde pública de Feira de Santana.

José de Arimateia: o município apresenta os projetos e o Governo Federal envia os recursos, mas o governo federal não fiscaliza. Esse realmente é o maior problema, que precisa ser revisto urgentemente.

José de Arimateia: o município apresenta os projetos e o Governo Federal envia os recursos, mas o governo federal não fiscaliza. Esse realmente é o maior problema, que precisa ser revisto urgentemente.

O vice-presidente da Comissão da Saúde da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado José de Arimateia Coriolano de Paiva (PRB), participou de visita técnica no município de Feira de Santana, na sexta-feira (20/05/2016). Na oportunidade, o deputado, em conjunto com colegas da comissão, inspecionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o Hospital Municipal da Mulher. A visita foi conclusa com a participação de debate durante audiência pública realizada no plenário da Câmara Municipal.

Sobre a visita, o deputado José de Arimateia apresenta, ao Jornal Grande Bahia, análise sobre a estrutura do município de Feira de Santana no setor da saúde, e pontua a necessidade de realizar nova audiência pública, objetivando aprofundar debate sobre a construção de um hospital público municipal.

Confira a entrevista

Jornal Grande Bahia – Qual a sua avaliação sobre o sistema Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU)?

José de Arimateia – Primeiro o objetivo é saber como funciona o Samu de Feira de Santana. Nós vimos que além dele prestar um bom serviço, existe um projeto da regionalização do Samu. Com a finalidade de atender as cidades vizinhas. 28 cidades estão pleiteando a regionalização e isso ainda não ocorreu. Segundo as informações, algumas prefeituras aceitam fazer parte da rede, com a sede regional em Feira de Santana.

JGB – A unidade atual do Samu é satisfatória?

José de Arimateia – Ainda não está. Precisa aumentar a frota de veículos do Samu e trocar os alguns veículos, foi isso que foi passado pela secretária. Eu acho que cabe ao Ministério da Saúde resolver a situação. Segundo a secretária, o pedido para renovação da frota foi feito ao ministério.

JGB – Com relação a inspeção ocorrida no Hospital Municipal da Mulher, qual o seu diagnóstico?

José de Arimateia – Pelo que nós vimos, o Hospital da Mulher está bem estruturado e está funcionando corretamente. Agora, é claro que precisa ampliar o hospital. Porque os dados indicam que a demanda é grande. Porque o hospital não só atende Feira de Santana, atende outras cidades e realmente esta sobrecarregando. É por isso que defendemos que Feira de Santana tenha um hospital geral municipal, que venha a funcionar 24 horas, com o serviço de emergência, para poder desafogar o Hospital da Mulher.

JGB – A terceira etapa da sua visita é concernente a audiência pública. Evento que tratou da necessidade de implantação de um Hospital Municipal. Qual a sua percepção dessa audiência pública, e do que foi debatido no evento?

José de Arimateia – Os dados e as informações que a secretária da Saúde apresentou, ela fez com relação ao que já existe. Eu acho que Feira de Santana tem que ser pensada observando o futuro. No caso, planejar a construção do hospital, como ele vai funcionar, a origem dos recursos, esses aspectos ficaram vagos. Então, eu acho que precisa aprofundar o debate. Porque, Feira de Santana precisa sim de um hospital geral municipal. Não basta esperar que o estado venha realizar a construção ou doação do equipamento, porque o Estado já tem o Clériston Andrade, e ele não comporta mais a demanda. O governo do Estado anunciou o planejamento para a construção de um novo Clériston Andrade. Porque o atual não consegue atender a demanda dos munícipes de Feira de Santana, e de outras localidades. Observe que Feira de Santana é um polo, então a questão de um hospital público municipal é de suma importância.

JGB – O Jornal Grande Bahia levantou dados que apontam que o município de Feira de Santana recebeu da União, em repasses para o setor da saúde, em 2015, cerca de R$ 156 milhões. Deste valor, cerca de 40 milhões foram para a cooperativas da saúde. Como analisa esse dado, em contrates com o quadro de serviço de saúde pública de Feira de Santana?

José de Arimateia – Um dos maiores problemas das gestões, principalmente na área de saúde, são dos investimentos do Governo Federal. Porque o município apresenta os projetos e o Governo Federal envia os recursos, mas o governo federal não fiscaliza. Esse realmente é o maior problema, que precisa ser revisto urgentemente. Se não houver uma fiscalização do governo federal nos recursos que são aplicados em cada município, o investimento não vai terá a eficácia que era para ter. Em todos os municípios a gente percebe isso, isso não é só na área de saúde, acontece em todas as áreas. Se vocês fizerem um levantamento, vão observar que o governo manda o recurso, mas não tem o acompanhamento, não tem uma fiscalização séria, em todos os sentidos. Isso precisa mudar e a gente espera que aconteça agora.

JGB – Como resultado dessa audiência pública o senhor avalia que é necessário, ou é possível se realizar outro debate para aprofundar duas questões: a estrutura da saúde do município e a construção de um hospital municipal?

José de Arimateia – Faremos outra audiência pública e vamnos trazer pessoas do próprio governo federal para que eles possam participar do debate. Eu acho que a construção do hospital é importante, como a questão do investimento e da aplicação dos recursos. A gente espera que na próxima audiência pública o debate possa ser mais aprofundado. Obtendo um diagnóstico mais adequado sobre o setor da saúde de Feira de Santana.

*Entrevista concedida pelo deputado José de Arimateia ao jornalista e cientista social Carlos Augusto.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br