Senadores ‘banalizam’ processo de impeachment, avalia Humberto Costa

Humberto Costa: "Hoje, aqui, nós estamos fazendo outra coisa que não banalizar o que é o processo do impedimento.".

Humberto Costa: “Hoje, aqui, nós estamos fazendo outra coisa que não banalizar o que é o processo do impedimento.”.09

O líder do governo no Senado, senador Humberto Costa (PT-PE), encaminhou voto contrário ao relatório pela admissibilidade do impeachment da presidente Dilma Rousseff nesta sexta-feira (06/05/2016), na Comissão Especial do Impeachment. Para ele, os senadores estão “banalizando” o processo de impeachment, que, a seu ver, apresenta vício pela condução inicial da matéria pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RN).

— Hoje, aqui, nós estamos fazendo outra coisa que não banalizar o que é o processo do impedimento. A partir de agora, prefeitos e governadores impopulares poderão sofrer o impeachment se não tiverem uma maioria para garanti-los — disse Humberto Costa.

Para o líder do governo, o relator do processo na comissão, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), teve que fazer um “contorcionismo jurídico” para acusar a presidente Dilma de ter cometido crime. Ele pediu que senadores ali presentes, como Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), que foram ministros da presidente, dissessem se ela pediu que eles cometessem alguma irregularidade ou crime.

— Não. E todos eles terão que responder assim. E, como agora, nós vamos aqui nos arvorar a julgar uma mulher decente, honesta e proba, por um aspecto formal para tirá-la da presidência e fazer o que desejam os que patrocinam esse processo: tomarem o poder? — questionou.

*Com informação da Agência Senado.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br