Nomeado presidente da EBC, Laerte Rimoli diz que devolverá a empresa à sociedade

O jornalista Laerte Rimoli assume a presidência da EBC, e a diretoria-geral será comandada pela jornalista Christiane Samarco.

O jornalista Laerte Rimoli assume a presidência da EBC, e a diretoria-geral será comandada pela jornalista Christiane Samarco.

O novo diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Laerte Rimoli, disse na sexta-feira (20/05/2016) que pretende devolver a EBC para os brasileiros e para os jornalistas que fazem a empresa. “Nós vamos devolver esta empresa para a sociedade brasileira e vamos fazer o básico, que é jornalismo. Jornalismo como nós todos conhecemos, arroz com feijão. A empresa não pode servir a outros propósitos que não seja o propósito da informação”, disse.

Rimoli foi nomeado hoje pelo presidente interino Michel Temer, junto com a jornalista Christiane Samarco, que ocupará a diretoria-geral da empresa. As nomeações foram publicadas no Diário Oficial da União.

Segundo Rimoli, é uma preocupação da nova direção valorizar os funcionários do quadro permanente da empresa. Assim, três diretorias serão ocupadas por servidores da EBC, as diretorias de Jornalismo; Engenharia; e Administração, Finanças e Pessoas (Diafi). O atual assessor da Diretoria de Serviços da EBC, Luiz Antônio Ferreira, assumirá a Diafi. Rimoli disse, ainda, que buscará cumprir a regra, estipulado pelo Acordo Coletivo de Trabalho da EBC, de destinar 70% de todos os cargos de chefia para empregados concursados.

“Em posições políticas, essas regras são muito violentadas e, como não somos super homens, teremos dificuldades no trajeto. Mas queremos, de princípio, apaziguar os ânimos e dizer que não tem aquilo que foi anunciado aos quatro ventos, de terminar com isso e aquilo, não é esse o propósito”, disse Rimoli a funcionários da EBC.

“Então vocês não verão mais jabutis aqui dentro, vocês verão jornalistas e pessoas comprometidas com essa estrutura que foi muito maltratada esses anos todos”, completou Rimoli.

Formado pela Universidade Federal de Goiás, o jornalista foi diretor regional da TV Globo, no Rio de Janeiro, e chefe da assessoria de Comunicação Social do Ministério do Esporte e do Turismo durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Também coordenou a comunicação da campanha presidencial do candidato Aécio Neves em 2014 e, recentemente, trabalhou na Secretaria de Comunicação Social da Câmara dos Deputados, durante a gestão do presidente afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Rimoli assume a presidência da EBC no lugar do jornalista Ricardo Melo, exonerado do cargo no último dia 17 de maio.

Ação na Justiça

No mesmo dia da exoneração, Melo entrou com mandado de segurança com pedido de liminar, no Supremo Tribunal Federal (STF), para manter-se no cargo, com base na lei de criação da EBC. O Artigo 19 da Lei 11.652/2008 prevê que o diretor-presidente e o diretor-geral da empresa sejam nomeados pelo presidente da República, mas só serão retirados do cargo após duas moções de desaprovação do Conselho Curador da EBC. “O parágrafo segundo do mesmo artigo diz que ‘o mandato do diretor-presidente será de quatro anos'”, afirmou Melo na ação judicial. Na Corte, a relatoria da ação ficou com o ministro Dias Toffoli, que determinou a notificação do presidente da República interino para que ele preste informações em 72 horas.

*Com informação da Agência Brasil.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br