Inaugurado em Feira de Santana primeiro polo de confecções da Bahia

Inauguração do Polo de Confecções da Bahia (POLIMODA), em Feira de Santana.

Inauguração do Polo de Confecções da Bahia (POLIMODA), em Feira de Santana.

Inauguração do Polo de Confecções da Bahia (POLIMODA), em Feira de Santana.

Inauguração do Polo de Confecções da Bahia (POLIMODA), em Feira de Santana.

Inauguração do Polo de Confecções da Bahia (POLIMODA), em Feira de Santana.

Inauguração do Polo de Confecções da Bahia (POLIMODA), em Feira de Santana.

O prefeito José Ronaldo de Carvalho elogiou a visão a longo prazo e a capacidade empreendedora das pessoas que se integraram ao projeto Polimodas, inaugurado na noite desta segunda-feira, 16 de maio de 2016.

“Uma das máximas da economia é que as oportunidades também surgem em momentos ou períodos de crise e este empreendimento é o lado prático deste ditado, porque já nasceu vitorioso”, afirmou o prefeito.

E mais do que confiar no futuro, continuou, os empresários apostam no potencial econômico e financeiro de Feira de Santana, dona de um dos maiores PIBs do estado.

É o primeiro polo de confecções da Bahia, que está sendo considerado um embrião pelo Sindvest, entidade que representa a categoria e que vai vender no varejo e no atacado.

“A Prefeitura não poderia apenas ficar olhando a movimentação dos empresários para que este sonho se realizasse, por isso no integramos neste esforço e um sonho que vem sendo sonhado há alguns anos”.

Para o presidente da FIEB (Federação da Indústria do Estado da Bahia), Ricardo Albin, o Polimodas é um exemplo de preserverança e empreendedorismo, que vai atuar sem que haja competição com o comércio.

“É um empreendimento que vai melhor significativamente as condições de vendas dos empreendedores”, afirmou Edison Nogueira, presidente do Sinvest, entidade que reúne o empresariado do setor.

Ele salientou que o Polimodas é uma oportunidade para que as pessoas empreendam e que a iniciativa vai consolidar o município entre os grandes produtores de confecções de todo o país.

Para competir em um setor difícil, diz o presidente, que o caminho é focar na qualidade dos produtos e em preços competitivos para, assim, fazer com a comerciantes do atacado que se dirigem a outros estados fiquem em Feira.

O empresário Valdi Cerqueira, da VM Etiquetas, disse que o empreendimento é uma porta para que nos empresários cresçam e que com a unidade a sua empresa se aproximou dos seus clientes.

Ao todo serão 75 lojas, sendo que 55 são baianas. Incialmente a expectativa é que sejam gerados pouco mais de 200 empregos diretos e outros 1,3 mil indiretos.

Estiveram presentes o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia, Manoel Gomes de Mendonça Neto, o deputado estadual Carlos Geilson, Carlos Andrade, co Fecomércio, secretários municipais, entre eles o de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Júnior, e vereadores.

Confira imagens do ato inaugural

Outras publicações

Conselho Monetário Nacional autoriza Governo da Bahia a contratar operação de crédito; estado é avaliado com baixo risco de calote Conselho Monetário Nacional autoriza DF, a Bahia e mais 15 estados a contratarem R$ 7 bilhões em operações de crédito. Até o fim de 2016, 16 estados...
Eleições 2016 – Feira de Santana: Secretaria da Saúde de Feira de Santana emite nota sobre Operação Simão Força-tarefa da Operação Simão. No transcurso da Operação Simão, realizada pela Polícia Federal em Feira de Santana em atendimento ao requerimento d...
UEFS Editora fará seleção para publicação de livros A UEFS Editora publicou edital de seleção para publicação de originais de livros técnicos-científicos e culturais. Podem se inscrever docentes e servi...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br