Governo da Bahia paga prêmio por Desempenho Policial

O Governo do Estado pagou R$ 16 milhões de premiação para 10.377 policiais (civis e militares) que conseguiram, com suas atuações, reduzir os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) na Bahia, no ano de 2015.

O Governo do Estado pagou R$ 16 milhões de premiação para 10.377 policiais (civis e militares) que conseguiram, com suas atuações, reduzir os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) na Bahia, no ano de 2015.

O Governo do Estado anunciou pagamento na sexta-feira (06/05/2016) R$ 16 milhões de premiação para 10.377 policiais (civis e militares) que conseguiram, com suas atuações, reduzir os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) na Bahia, no ano de 2015. Criado em 2011 para estimular, reconhecer e valorizar o desempenho dos servidores no combate à criminalidade, o  Prêmio por Desempenho Policial (PDP) foi ampliado pelo governador Rui Costa, passando a ser realizado duas vezes por ano, a partir de 2016.

Os policiais premiados conseguiram reduzir os índices de criminalidade em 21 Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp), de um total de 52 existentes no Estado. As áreas Integradas são divisões territoriais policiadas por um conjunto de unidades de segurança.

Dentre as Aisps premiadas, 19 alcançaram até 57% de redução na quantidade de CVLI (homicídios, latrocínio e lesão corporal seguida de morte), ultrapassando a meta de 6% de decréscimo em relação ao anterior. Outras duas Aisps premiadas conseguiram diminuir os crimes em 3%, atingindo 50% da meta.

Também conseguiram bater a meta  PMs e Policiais Civis pertencentes a quatro Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps), que é o conjunto de várias Aisps. As Risps Atlântico, Central, RMS e Sul foram as primeiras colocadas.

“Essa é mais uma iniciativa do Governo do Estado na valorização do trabalho incansável desempenhado pelas forças de segurança da Bahia. Implementamos esse modelo de premiação, comum em grandes empresas privadas, e conseguimos reduzir nossas taxas de homicídios por 100 mil habitantes”, explicou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

As Áreas Integradas que obtiveram redução nos índices de criminalidade são formadas por 88 unidades policiais de todo Estado (Delegacias Territoriais-DT, Companhia Independente da Polícia Militar –CIPM, Batalhões da PM, Coordenadorias de Polícia, dentre outros). Dentre as Aisps premiadas, destacam-se as dez áreas que conseguiram maior diminuição nos índices.

A Aisp 16 (Pituba), composta pela 13ª CIPM, 35ª CIPM e 16ª Delegacia, obteve o maior percentual de redução, com 57,1% de diminuição dos Crimes Violentos Letais Intencionais, em 2015, na comparação com o ano anterior. Em números absolutos, a redução mais significativa foi a da Aisp 36 (Feira de Santana), composta pela 1ª Coordenadoria de Polícia do Interior, pelas 64ª, 65ª, 66ª e 67ª CIPM e pela Coordenadoria Regional de Polícia Técnica. A Área Integrada conseguiu reduzir 73 casos de CVLI (homicídios, latrocínio e lesão corporal seguida de morte), no ano passado. Confira abaixo as dez primeiras colocadas.

 Policiais Premiados- Do total de premiados, 8,6 mil são soldados da PM, tendo recebido o prêmio máximo de R$ 3 mil, mesmo valor pago para 604 oficiais da PM e a 193 delegados. Também foram premiados com o maior valor 65 peritos criminais, 52 peritos médicos legistas e 10 peritos médicos odonto legais. Também foram premiados 1.043 investigadores de polícia, 307 escrivães e 72 peritos técnicos de polícia, todos recebendo R$ 2.100.

Entre as corporações, a Polícia Militar teve o maior valor de premiação, com um total de R$ 13,2 milhões, seguido pela Polícia Civil com R$ 2,8 milhões (incluindo o DPT). A PM apresentou um número expressivo de premiados em função de possuir um contingente maior que a Polícia Civil.

Com base na legislação que instituiu o Prêmio de Desempenho Policial (Lei Estadual 12.371/2011), os ganhadores são identificados pelo Governo do Estado entre aqueles que alcançaram a meta de redução, estabelecida pelo comitê executivo do programa Pacto pela Vida. A meta estabelecida este ano era de uma redução de 6%, sobre o índice de 2014.

 As cinco Aisps que apresentaram maior redução percentual da meta

1º ) Aisp 16 -Pituba (-57,1%);

2º) Aisp 49 -Santa Maria da Vitória (-28,9%);

3º) Aisp 23 – Lauro de Freitas (-25,4%);

4º) Aisp 32 – Brumado (-24,3%);

5º) Aisp 48- Rio Real (-23,8%);

As cinco Aisps que obtiveram maior diminuição da meta em números absolutos

1º) Feira de Santana (-73);

2°) Eunápolis (-69);

3°) Ilhéus (-56);

4º) Tancredo Neves (-43);

5º) Itabuna (-36);

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br