Governador da Bahia afirma que permanece no Partido dos Trabalhadores e que pretende processar caluniadores

Rui Costa: “Não vou deixar de acreditar na política, que é o único instrumento legítimo de mediação entre os seres humanos. Não vou deixar de ajudar de construir o partido que ajudei a fundar, e que transformou para melhor a vida do povo brasileiro e do povo nordestino.”.

Rui Costa: “Não vou deixar de acreditar na política, que é o único instrumento legítimo de mediação entre os seres humanos. Não vou deixar de ajudar de construir o partido que ajudei a fundar, e que transformou para melhor a vida do povo brasileiro e do povo nordestino.”.

Em uma crítica indireta ao veículo de comunicação que informa que o governador da Bahia estava deixando o PT para ingressar no PSD, o governador Rui Costa negou veemente a mudança de partido, afirmando que “não tem o mentor cabimento”, e que o jornalista não o consultou. Na sequência, afirmou que respeita e admira todos os partidos da base., mas, permanece no Partido dos Trabalhadores (PT).

“Não vou deixar de acreditar na política, que é o único instrumento legítimo de mediação entre os seres humanos. Não vou deixar de ajudar a construir o partido que ajudei a fundar e que transformou para melhor a vida do povo brasileiro e do povo nordestino.”, expressou Rui Costa.

As declarações do governador foram proferidas na manhã de hoje (06/05/2016) durante coletiva concedida à imprensa de Jequié. Na oportunidade, Rui Costa lamentou o fato do jornalista responsável pela informação não ter seguido uma regra básica do jornalismo, que “é confirmar se uma informação é verdadeira ou falsa, antes de atribuir a uma pessoa e publicá-la.”.

Processo por calúnia

Dado sequência a coletiva, o governador informou que leu, essa semana, “uma notícia que o Estado da Bahia está desapropriando um terreno para construir uma casa de campo para o governador.”. Rui Costa afirmou que “é uma informação desprovida de qualquer veracidade”. Em seguida, o governador lamentou a postura dos responsáveis pela publicação, avaliando que era uma tentativa de atingir a honra e a imagem dele e do governo.

O governador anunciou que os responsáveis pela publicação, duas pessoas, foram identificadas, e que um advogado foi contratado por ele para acionar os responsáveis pela publicação. Ele informou, também, que o Estado da Bahia ingressará com ação contra essas pessoas.

Finalizado a abordagem sobre o tema, Rui Costa disse que usará de instrumentos legais para defender a honra a imagem, todas as vezes que a pessoa dele for atingida. Avaliado que não é possível permite que o discurso do ódio e da mentira se tornem armas para desconstrução da dignidade e da imagem das pessoas.

Confira o áudio com as declarações do governador Rui Costa

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.