Deputado Marcelino Galo classifica prisão de mulheres no avião da TAM como ‘violência e censura’

Deputado Marcelino Galo classifica prisão de mulheres no avião da TAM como 'violência e censura'.

Deputado Marcelino Galo classifica prisão de mulheres no avião da TAM como ‘violência e censura’.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado estadual Marcelino Galo (PT), afirmou que as 73 delegadas da 4ª Conferência Nacional de Mulheres, detidas durante protesto abordo do avião da TAM que saiu de Salvador para Brasília, estão na condição de presas políticas enquanto não forem liberadas pela Polícia Federal.  O petista classificou como ato de violência e censura a prisão das mulheres por expressarem sua opinião no avião na capital federal.

 “A detenção das 73 delegadas da conferência nacional das mulheres é um ato de violência e censura. Elas falaram algumas palavras de ordem contra os golpistas quando o avião já estava taxiando e, depois, quando ele estava parado. Exigimos a liberação dessas companheiras que, por enquanto, estão na posição de presas políticas, uma vez que só expressaram uma opinião”, afirmou Marcelino Galo, que tem a assessora Jéssica Sinai como uma das detidas no aeroporto Juscelino Kubitschek.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br