Dados governos FHC/PSDB e Lula-Dilma/PT | Por Leonardo Boff

Leonardo Boff apresenta dados estatísticos comparativos dos governos FHC, Lula e Dilma Rousseff.

Leonardo Boff apresenta dados estatísticos comparativos dos governos FHC, Lula e Dilma Rousseff.

Com a eventual vitória de Aécio Neves, voltará em cheio o projeto neoliberal que não deu certo nem aqui nem nos países centrais com uma crise abissal e 102 milhões de desempregados. O futuro ministro da Fazenda Arminio Fraga já sinalizou para onde vai a direção do Governo ao dizer: “dos bancos públicos (Banco do Brasil, Caixa Econômica e BNDES) com as correções a serem feitas, vai sobrar pouca coisa”; e disse algo assustador para quem vive de salário:”os salários estão altos demais”; há que rebaixá-los. Cada um vota conforme sua preferência, mas pense antes nas consequências globais para o país e para quem mais precisa de meios para viver que são as grandes maiorias pobres.

Sobre o segundo turno das eleições presidenciais (Por que a grande imprensa brasileira nunca publicou esses dados com destaque?)

Os dados estatísticos compreendem diversas fontes e foram levantados pela jornalista por Hildegard Angel, compreendendo os governos FHC (PSDB), de 1º de janeiro de 1995 a 31 de dezembro de 2002; e Lula e Dilma (PT), de 1º de janeiro de 2003 a 12 de maio de 2016.

Confira os dados

  1. Produto Interno Bruto:

2002 – R$ 1,48 trilhões

2013 – R$ 4,84 trilhões

  1. PIB per capita:

2002 – R$ 7,6 mil

2013 – R$ 24,1 mil

  1. Dívida líquida do setor público:

2002 – 60% do PIB

2013 – 34% do PIB

  1. Lucro do BNDES:

2002 – R$ 550 milhões

2013 – R$ 8,15 bilhões

  1. Lucro do Banco do Brasil:

2002 – R$ 2 bilhões

2013 – R$ 15,8 bilhões

  1. Lucro da Caixa Econômica Federal:

2002 – R$ 1,1 bilhões

2013 – R$ 6,7 bilhões

  1. Produção de veículos:

2002 – 1,8 milhões

2013 – 3,7 milhões

  1. Safra Agrícola:

2002 – 97 milhões de toneladas

2013 – 188 milhões de toneladas

  1. Investimento Estrangeiro Direto:

2002 – 16,6 bilhões de dólares

2013 – 64 bilhões de dólares

  1. Reservas Internacionais:

2002 – 37 bilhões de dólares

2013 – 375,8 bilhões de dólares

  1. Índice Bovespa:

2002 – 11.268 pontos

2013 – 51.507 pontos

  1. Empregos Gerados:

Governo FHC – 627 mil/ano

Governos Lula e Dilma – 1,79 milhões/ano

  1. Taxa de Desemprego:

2002 – 12,2%

2013 – 5,4%

  1. Valor de Mercado da Petrobras:

2002 – R$ 15,5 bilhões

2014 – R$ 104,9 bilhões

  1. Lucro médio da Petrobras:

Governo FHC – R$ 4,2 bilhões/ano

Governos Lula e Dilma – R$ 25,6 bilhões/ano

  1. Falências Requeridas em Média/ano:

Governo FHC – 25.587

Governos Lula e Dilma – 5.795

  1. Salário Mínimo:

2002 – R$ 200 (1,42 cestas básicas)

2014 – R$ 724 (2,24 cestas básicas)

  1. Dívida Externa em Relação às Reservas:

2002 – 557%

2014 – 81%

  1. Posição entre as Economias do Mundo:

2002 – 13ª

2014 – 7ª

  1. PROUNI – 1,2 milhões de bolsas
  1. Salário Mínimo Convertido em Dólares:

2002 – 86,21

2014 – 305,00

  1. Passagens Aéreas Vendidas:

2002 – 33 milhões

2013 – 100 milhões

  1. Exportações:

2002 – 60,3 bilhões de dólares

2013 – 242 bilhões de dólares

  1. Inflação Anual Média:

Governo FHC – 9,1%

Governos Lula e Dilma – 5,8%

  1. PRONATEC – 6 Milhões de pessoas
  1. Taxa Selic:

2002 – 18,9%

2012 – 8,5%

  1. FIES – 1,3 milhões de pessoas com financiamento universitário
  1. Minha Casa Minha Vida – 1,5 milhões de famílias beneficiadas
  1. Luz Para Todos – 9,5 milhões de pessoas beneficiadas
  1. Capacidade Energética:

2001 – 74.800 MW

2013 – 122.900 MW

  1. Criação de 6.427 creches
  1. Ciência Sem Fronteiras – 100 mil beneficiados
  1. Mais Médicos (Aproximadamente 14 mil novos profissionais): 50 milhões de beneficiados
  1. Brasil Sem Miséria – Retirou 22 milhões da extrema pobreza
  1. Criação de Universidades Federais:

Governos Lula e Dilma – 18

Governo FHC – zero

  1. Criação de Escolas Técnicas:

Governos Lula e Dilma – 214

Governo FHC – 0

De 1500 até 1994 – 140

  1. Desigualdade Social:

Governo FHC – Queda de 2,2%

Governo PT – Queda de 11,4%

  1. Produtividade:

Governo FHC – Aumento de 0,3%

Governos Lula e Dilma – Aumento de 13,2%

  1. Taxa de Pobreza:

2002 – 34%

2012 – 15%

  1. Taxa de Extrema Pobreza:

2003 – 15%

2012 – 5,2%

  1. Índice de Desenvolvimento Humano:

2000 – 0,669

2005 – 0,699

2012 – 0,730

  1. Mortalidade Infantil:

2002 – 25,3 em 1000 nascidos vivos

2012 – 12,9 em 1000 nascidos vivos

  1. Gastos Públicos em Saúde:

2002 – R$ 28 bilhões

2013 – R$ 106 bilhões

  1. Gastos Públicos em Educação:

2002 – R$ 17 bilhões

2013 – R$ 94 bilhões

  1. Estudantes no Ensino Superior:

2003 – 583.800

2012 – 1.087.400

  1. Risco Brasil (IPEA):

2002 – 1.446

2013 – 224

  1. Operações da Polícia Federal:

Governo FHC – 48

Governo PT – 1.273 (15 mil presos)

  1. Varas da Justiça Federal:

2003 – 100

2010 – 513

  1. 38 milhões de pessoas ascenderam à Nova Classe Média (Classe C)
  1. 42 milhões de pessoas saíram da miséria

FONTES

47/48 – http://www.dpf.gov.br/agencia/estatisticas

39/40 – http://www.washingtonpost.com

42 – OMS, Unicef, Banco Mundial e ONU

37 – índice de GINI: http://www.ipeadata.gov.br

45 – Ministério da Educação

13 – IBGE

26 – Banco Mundial

*Genézio Darci Boff (Leonardo Boff) é teólogo, escritor, professor universitário, expoente da Teologia da Libertação no Brasil, e foi membro da Ordem dos Frades Menores da Igreja Católica.

Outras publicações

Durante visita a Feira de Santana, presidenta Dilma Rousseff entrega máquinas, moradias, cisternas e anuncia duplicação da BR-101 Presidenta Dilma Rousseff visita Feira de Santana e Camaçari. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia) Ações em infraestrutura, habitação, abast...
Funcionários da BR Distribuidora paralisam atividades contra privatização; greve começa a afetar abastecimento Funcionários da BR Distribuidora paralisam atividades na Bahia. Empregados da BR Distribuidora iniciaram na segunda-feira (15/08/2016) uma greve de ...
Caso La Vue: envolvimento de ex-ministro Geddel Vieira Lima expõe atraso do Brasil no combate a conflitos de interesse, diz Transparência Internacional Ex-ministro Geddel Quadros Vieira Lima. Geddel Vieira Lima deixou o governo Temer depois de ser acusado de pressionar o então ministro da Cultura, M...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br