Conheça a nova equipe econômica anunciada pelo ministro Henrique Meirelles

Equipe econômica do Governo Temer.

Equipe econômica do Governo Temer.

O economista Ilan Goldfajn foi indicado hoje para a presidência do Banco Central. Ele terá que ser sabatinado e ter o nome aprovado pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado e pelo plenário. O anúncio do nome foi feito pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Na condição de presidente do Banco Central, Goldfajn vai coordenar a política monetária e cambial do país.

O economista Ilan Goldfajn foi indicado hoje para a presidência do Banco Central. Ele terá que ser sabatinado e ter o nome aprovado pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado e pelo plenário. O anúncio do nome foi feito pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Na condição de presidente do Banco Central, Goldfajn vai coordenar a política monetária e cambial do país.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou hoje (17/05/2016) nomes para a equipe econômica.

Banco Central – Ilan Goldfajn

O economista Ilan Goldfajn foi indicado para a presidência do Banco Central. Ele terá que ser sabatinado e ter o nome aprovado pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. Na condição de presidente do Banco Central, Goldfajn vai coordenar a política monetária e cambial do país.

Meirelles disse que o governo remeterá ao Congresso Nacional Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para retirar o status de ministério do Banco Central, que terá autonomia técnica e de decisão. O ministro disse que o BC irá desempenhar o seu papel na execução da política monetária e cambial.

Secretaria de Previdência – economista Marcelo Caetano

A Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda será ocupada por Marcelo Caetano, que já trabalhou no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Ele irá tocar a reforma da Previdência que, no prazo de 30 dias, deverá ser enviada ao Congresso Nacional. Caetano é economista formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Secretaria de Acompanhamento Econômico – Mansueto Facundo de Almeida Júnior

Mansueto Facundo de Almeida Júnior será o novo secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda. É formado em Economia pela Universidade Federal do Ceará e mestre em Economia pela Universidade de São Paulo (USP). Cursou Doutorado em Políticas Públicas no MIT, Cambridge, nos Estados Unidos, mas não defendeu a tese. É funcionário licenciado do Banco Central.

“A ideia é que o Mansueto vai focar a sua atividade na Secretaria de Acompanhamento Econômico principalmente nas despesas públicas, na qualidade e eficiência das despesas públicas. Vamos fazer um diagnóstico preciso e correto e tomar medidas que sejam não só eficazes, mas definitivas”, disse o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Secretaria de Política Econômica – Carlos Hamilton Araújo

O diretor de Política Econômica, Carlos Hamilton Araújo, comenta o Relatório Trimestral de Inflação referente ao quarto trimestre de 2014 do Banco Central.(Antônio Cruz/Agência Brasil)

A Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda será ocupada por Carlos Hamilton e Jorge Rachid foi mantido na Secretaria da Receita Federal. Meirelles disse que Rachid “é um profissional de alta qualidade e de grande respeito”.

Otávio Ladeira ficará na Secretaria do Tesouro Nacional

Meirelles mantém nos cargos os atuais secretários da Receita e do Tesouro

Os secretários da Receita Federal, Jorge Rachid, e do Tesouro Nacional, Otávio Ladeira, permanecem nos cargos, segundo afirmou hoje (17/05/2016) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Rachid é funcionário de carreira da Receita Federal. Ele assumiu a Secretaria da Receita Federal (SRF) entre 2003 e 2008. Durante o período, exerceu, cumulativamente, o cargo de Secretário da Receita Previdenciária do Ministério da Previdência Social e de presidente do Conselho Diretor do Centro Interamericano de Administrações Tributárias. Foi na gestão de Rachid que houve a unificação das Receitas Previdenciária e Federal, conhecida como Super Receita.

Em setembro de 2009 a setembro de 2013, foi para os Estados Unidos exercer o cargo de adido Tributário e Aduaneiro junto à Embaixada do Brasil em Washington. Desde 2014 integra o Comitê de Peritos sobre Cooperação Internacional em Matéria Tributária da Organização das Nações Unidas (ONU).

Rachid voltou a assumir o cargo de Secretário da Receita Federal do Brasil em janeiro de 2015. “Rachid continua secretário da Receita Federal. É um profissional de grande competência e grande respeito”, disse Meirelles, ao apresentar membros da equipe do ministério.

O ministro da Fazenda também afirmou que o secretário do Tesouro permanece no cargo. Otávio Ladeira é analista de Finanças e Controle Secretaria do Tesouro, onde fez a carreira.“Todos os que não têm substituto permanecem nos seus cargos. Faremos a avaliação constante desses cargos e nada impede que outras mudanças sejam anunciadas nos próximos dias, semanas ou meses. Pode inclusive ser a manutenção dos atuais membros ou ocupantes dos cargos”, destacou Meirelles.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br